Pneumonia pode se manifestar após uma gripe mal curada

Pneumonia pode se manifestar após uma gripe mal curada

Publicado em 06/07/2017 por Revista algomais às 11:24
Pixabay

É comum que muitas pessoas fiquem resfriadas ou gripadas durante o período de chuvas e temperaturas mais baixas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 18 milhões de brasileiros são infectados anualmente. Destes, alguns morrem pela concomitância de doenças mais graves, que se manifestam após uma gripe mal curada. É aí que mora o perigo. As pessoas com mais de 65 anos, com doenças crônicas tais como diabetes e DPOC, e as crianças muito pequenas têm uma probabilidade maior de desenvolver complicações de uma gripe. Que pode também desencadear uma piora em pessoas asmáticas ou com bronquite crônica e agravamento da condição de uma pessoa com insuficiência do coração, por exemplo.

Para tratar precocemente é preciso ficar atento aos primeiros sinais. O catarro e a tosse intensa, além do desconforto respiratório, e da dor para respirar são sintomas que levantam suspeita de pneumonia e a partir disso, deve-se procurar um médico. O Pneumologista Murilo Guimaraes, do Hospital Memorial São José – Rede D’Or São Luiz, explica que a pneumonia, assim como outras doenças infecciosas, está relacionada a microrganismos, entre eles vírus e bactérias. Algumas vezes eles chegam aos pulmões depois de uma passagem nas vias aéreas superiores, quando provocam sintomas rotulados como gripe. Dá o conceito corrente de que pneumonias são frutos de “gripes mal curadas”. Mas a pneumonia viral pode ser contraída através do ar, quando uma pessoa tem contato com outra que está com a doença e essa tosse ou espirra, expelindo vírus que podem ser aspirados e penetrar no pulmão, desencadeando a pneumonia. As bactérias, agentes causadores mais comuns que os vírus, são contraídas da mesma forma.

O diagnóstico é feito por um raio X do tórax e pelo relato dos sintomas da doença, que podem ser confundidos com uma gripe. O tratamento é feito com antibióticos. É importante tomá-los de acordo com a indicação do seu médico. “Se o tratamento não for seguido até o fim, os medicamentos perdem o efeito e a doença volta mais forte.”, diz o médico. Para se prevenir é importante estar com a sua vacinação contra principais agentes da doença em dia, evitar aglomerações nessa época do ano e manter hábitos de vida saudáveis.

 

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »