PRORROGAÇÃO: Campanha contra a poliomielite segue até 13/11

PRORROGAÇÃO: Campanha contra a poliomielite segue até 13/11

Publicado em 31/10/2020 por Revista algomais às 5:00
Em Pernambuco, mais de 180 mil crianças entre 1 e menores de 5 anos precisam fazer uma dose extra contra a doença

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) decidiu prorrogar até o dia 13 de novembro a campanha de vacinação contra a poliomielite, que busca ofertar uma dose extra contra a doença para todas as crianças entre 1 e menores de 5 anos que estão com o esquema básico da pólio em dia. Até a manhã de ontem (30/10), 368.389 meninos e meninas já estão protegidos, totalizando 67,06%. Contudo, ainda faltam 180.980 para chegar à população total nessa faixa etária, de mais de 549 mil. A SES ainda destaca a necessidade de aproveitar esse período para estimular a atualização da caderneta de vacinação dos menores de 15 anos.

“Ainda estamos muito abaixo da meta mínima de 95% e, por este motivo, mesmo não tendo sinalização do Ministério da Saúde, vamos prorrogar a campanha de vacinação por mais 15 dias. É também mais uma oportunidade para que os jovens menores de 15 anos procurem os postos de saúde para atualizarem o cartão de vacina com as doses de outras que estejam em atraso. Este público conta com um calendário vacinal específico que deve ser seguido, pois o ato da vacinação proporciona saúde e qualidade de vida, evitando adoecimentos e até mesmo óbitos”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

No primeiro ano de vida, a criança deve receber três doses contra a poliomielite, com reforço aos 15 meses e 4 anos, além dos momentos de campanha, como a atual, evitando sequelas irreversíveis provocadas pelo vírus, como a paralisia de membros inferiores, crescimento diferente das pernas e até mesmo paralisia dos músculos da fala e da deglutição.

ATUALIZAÇÃO DE CADERNETA – Diferente da dose indiscriminada contra a poliomielite para os meninos e meninas entre 1 e menores de 5 anos, para os demais imunizantes devem ser aplicadas apenas as doses em atraso nos menores de 15 anos. Os profissionais de saúde e pais e responsáveis também precisam ficar atentos para atualizar as vacinas desse público.

Para as crianças abaixo de 7 anos, as unidades de saúde estão disponibilizando os seguintes imunizantes: BCG, hepatite B, pentavalente, poliomielite, rotavírus, pneumocócica 10, meningocócica C, febre amarela, tríplice viral, varicela, hepatite A e DTP. A partir dos 7 anos, até os menores de 15, podem ser feitas as doses da hepatite B, febre amarela, meningocócica ACWY e HPV.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »