Prefeitura do Recife abre mais 32 leitos de UTI no hospital da Imbiribeira

Prefeitura do Recife abre mais 32 leitos de UTI no hospital da Imbiribeira

Publicado em 04/06/2020 por Revista algomais às 15:58
Novos leitos já estarão disponíveis a partir de hoje. Ao todo o Recife chega a 160 novos leitos de UTIs em funcionamento. A expansão foi possível após a chegada de 87 respiradores adquiridos junto a um consórcio da Turquia

Os hospitais de campanha do Recife, criados para atender pacientes com suspeita ou confirmação da covid-19, ganharam mais um importante reforço nesta quinta-feira (4), com a abertura de 32 novas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Provisório Recife 3, localizado na Imbiribeira. A abertura foi possível após a chegada de 87 respiradores adquiridos pela Prefeitura do Recife junto a um consórcio da Turquia. Além do hospital de campanha da Imbiribeira, os ventiladores pulmonares já foram distribuídos para os leitos de UTI dos hospitais de campanha dos Coelhos e Rua da Aurora, onde estão sendo instalados ao longo desta semana. A expansão da rede de assistência aos pacientes com coronavírus é fundamental para que as medidas de retomada das atividades da cidade, previstas no Plano de Convivência com a Pandemia, aconteçam com mais segurança. O anúncio foi feito pelo prefeito Geraldo Julio durante coletiva de imprensa realizada em transmissão pela internet,na manhã desta quinta (4).

“Estamos aqui hoje para anunciar a abertura de 32 novas UTIs em nossa rede de hospitais de campanha. Esses novos leitos de terapia intensiva vão funcionar no Hospital Provisório Recife 3 e ainda hoje ficarão disponíveis para a Central de Regulação do Governo do Estado para poderem receber pacientes das UPAs estaduais e das nossas policlínicas também. Com isso, o Recife dá mais uma importante contribuição para a redução da fila de UTI do sistema público de saúde. É importante registrar que o Recife não tinha leito de UTI antes da pandemia e agora a gente já chega a 160 novos leitos municipais ativos, funcionando e salvando vidas em nossa cidade. Continuamos trabalhando e convidando a todos para unir a cidade no enfrentamento à pandemia” afirmou o prefeito Geraldo Julio.

A aquisição dos respiradores foi feita no início do mês de maio, numa articulação conjunta com os governos dos estados do Piauí e São Paulo, além da Prefeitura de Teresina. Cada respirador importado custou 19 mil dólares. Os ventiladores pulmonares chegam em momento crucial para o combate à covid-19 no Recife, quando a quarentena mais rígida, cumprida até o dia 31 de maio na cidade, garantiu que houvesse tempo para a ampliação do número de UTIs, com a chegada dos equipamentos.

O modelo Biyovent foi desenvolvido e patenteado pela empresa de pesquisa e tecnologia turca Biosys. Dentre as integrantes do consórcio, destacam-se a Aselsan, empresa de tecnologia e defesa do exército turco, e a Arcelik, uma grande empresa turca no setor de eletrônicos, pertencente ao maior grupo privado do país, a Koç Holdings.

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, ressaltou a importância da abertura de novos leitos para evitar o colapso da rede de saúde. “Graças ao esforço conjunto da Prefeitura do Recife, do Governo do Estado e da sociedade, conseguimos, até aqui, evitar o colapso do sistema de saúde com duas medidas paralelas muito importantes. Uma delas é o isolamento social, que começou mais cedo aqui do que em várias outras regiões do País e do mundo. Conseguimos atingir níveis de isolamento social que nos fizeram liderar as estatísticas das capitais brasileiras. Em segundo lugar, o maior esforço proporcional do País na abertura de leitos de enfermaria e UTI, com sete hospitais de campanha. Esses novos leitos anunciados hoje são fundamentais para o Plano de Convivência e para o distensionamento porque garantimos o suporte, caso seja necessário”, destacou.

Atualmente, a Prefeitura do Recife tem 812 leitos funcionando, sendo 652 de enfermaria e 160 de UTIs. Ao todo, a Prefeitura tem em uso 168 respiradores – 160 nas UTIs e oito nas salas vermelhas, usadas para estabilização de pacientes.

(Da Prefeitura do Recife)

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »