Proteja os olhos da fumaça e dos fogos no São João

Proteja os olhos da fumaça e dos fogos no São João

Publicado em 17/06/2019 por Revista algomais às 4:55

Forró, comidas de milho e animação fazem parte das festas durante o mês de junho. Mas tem, ainda, fogueira e fogos de artifício. Nesse período, aumenta a procura pelos serviços oftalmológicos causada por queimaduras, crises alérgicas ou danos aos olhos. A imprudência na hora de soltar fogos de artifício ou de aproveitar a fogueira são as principais causas dos acidentes. Por isso, a atenção deve ser redobrada no período.

O ideal é evitar lugares com muita fumaça para não causar irritação, ardência, coceira ou prurido nos olhos. Como a fogueira fica ao ar livre, é importante observar a direção do vento para evitar receber fumaça diretamente e por longo tempo, além de se manter afastado, por causa do calor.

A médica Hayana Rangel, oftalmologista do Instituto de Olhos Clóvis Paiva, alerta que o manuseio com fogos de artifício deve ser feito com bastante cautela, porque os danos podem ser irreversíveis. “Se uma fagulha atingir os olhos pode causar queimadura ocular, mutilação das pálpebras e, dependendo da gravidade, perfuração do globo ocular, provocando a cegueira.

Em caso de acidente, o indicado é lavar o olho com água corrente e se dirigir ao serviço de emergência especializado. A rapidez no socorro é primordial para a manutenção da visão”, afirma a oftalmologista.

Alguns cuidados são essenciais nesta época do ano. É importante nunca associar bebida alcoólica ao uso de fogos de artifício, observar sempre a data de validade e o certificado de garantia dos explosivos, nunca segurar os fogos com as mãos, soltar os rojões apenas ao ar livre e nunca tentar acender os fogos de artifício se falharam na primeira tentativa. Com essas dicas, é só começar a contagem regressiva para cair no forró.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »