Aprenda linguagem de programação jogando na Páscoa
Breno Carvalho

Aprenda linguagem de programação jogando na Páscoa

Publicado em 09/04/2020 por Algomais às 14:34

Quem diria que um danado de um vírus que até parecia uma gripezinha, como falou um rapaz aluado, fosse parar o mundo inteiro, fazendo com que as pessoas tenham de ficar em casa numa quarentena da gota serena. Situação muito parecida com o que ocorreu entre 1665 e 1667, durante a Peste Negra, num vilarejo chamado Eyam, a 56 quilômetros de Manchester, Reino Unido. Foi um pedaço de pano que levou a peste para o lugar, pense!! Na época, eram cerca de 700 habitantes, morreu muita gente, chega deu um dó, mas o isolamento da vila conseguiu interromper a propagação da doença e virou um ato heróico no país.

Pensando na quarentena (tu #ficaemcasa visse, pra virarmos heróis também), lembrei que os jogos podem nos divertir e também ensinar algo que pode parecer difícil que ‘nem Santo Antonho com guancho’. Por que não aprender a codificar, codar, escrever ou entender a linguagem dos computadores, já pensou nisso, caboclo?

Mas não venha dizer que programar, codificar é coisa impossível para você, pois crianças estão estudando programação a partir dos 7 anos de idade, ‘meu véi’, o mundo mudou, já percebeu quanto aplicativo, quanta coisa diferente está sendo feita?

Para você ter uma ideia, desde dos anos de 1960, artistas, eu digo, o pessoal que faz pintura em quadros, desenhos para camisas, jóias, usa programação, tu acredita??!!! É a chamada arte generativa, eles usam um processo computacional para produzir, criar seus trabalhos. A marca da Oi, que chamamos de marca mutante, pois ela tem e usa várias formas e cores, por exemplo, usa esse tipo de processo.

Marca mutante da Oi apresenta 70 variações. Foto: divulgação.

 

E já ouviu falar de um tal de arduino, um tipo de plataforma com placa e sensores com o qual você pode montar um protótipo eletrônico para fazer qualquer coisa que der na telha? Por causa da Covid-19, um modelo de ventiladores para respiração foi prototipado com esse danado de arduino. Para ele funcionar, você escreve comandos de computador. Tudo isso foi criado para engajar pessoas criativas, mas que não são programadores.

Mas voltando para o mundo dos games e do ensino de programação para criança, Seymour Papert e uma galera de pesquisadores lá do MIT, Estados Unidos, criaram a linguagem Logo, nos anos de 1960. A proposta era que combinados blocos, pedaços de códigos, a meninada pudesse fazer um personagem se mover para frente, para o lado, pegar um objeto, ou seja, dar vida por meio da ‘língua dos computadores’, é extrapower isso!!

Como estamos na época da Páscoa, lembrei de dois exemplos que usam o coelho como personagem lúdico. Normalmente chamamos de jogos sérios, pois além de divertir eles ensinam. Um desses tem um coelho famoso que só ‘a murrinha’, não é o Pernalonga, mas os Rabbids, tão “amostrado” que até fez dupla com o Mário Bros.

As diversas faces dos Rabbids

 

O primeiro game é o Rabbids Coding! desenvolvido pela Ubisoft em outubro de 2019 para computadores com sistema operacional Windows ou MAC. A história do jogo: os Rabbids invadem uma nave espacial e fazem uma verdadeira zoeira. O jogador precisa usar blocos de códigos para comandar os coelhos e robôs a limparem a bagunça que eles criaram. São 32 fases e mais uma bônus para você se divertir e aprender. É gratuito, basta se cadastrar e partir ‘para o abraço’! Acesse: Rabbids Coding!

 

O segundo é uma marca mutante jogável, que danado é isso ‘meu véi’? É uma versão de mutação de marca, que falei lá em cima, onde você pode jogar. A Google denomina de doodles suas flexibilizações de marca, vive fazendo isso desde os anos de 1998, mas só a partir de 2010 fez com que seus usuários jogassem em sua identidade visual. O doodle que indico é sobre a homenagem à programação para crianças, lançado no dia 4 de dezembro de 2017. Seguindo a mesma linha do jogo anterior, você precisa ajudar o coelhinho a pegar as cenouras no caminho e ir para toca, ficar em quarentena e comer muito, kkk!!! Acesse: Doodle da Google

Doodle da Google que celebrou os 50 anos de programação para crianças

 

Então, viva a Páscoa e comece a aprender brincando seja sozinho ou com seu filho, filha, sobrinhos. O importante é se divertir, ganhar novos conhecimentos e #ficaremcasa!!

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »