Governo de Pernambuco anuncia calendário de reabertura
Rafael Dantas

Governo de Pernambuco anuncia calendário de reabertura

Publicado em 01/06/2020 por Revista algomais às 17:51
Bruno Schwambach, secretário de desenvolvimento econômico; André Longo, secretário de saúde; e Alexandre Rebêlo, secretário de planejamento e gestão conduziram o pronunciamento oficial que anunciou as datas de reabertura das atividades.

Um dia após informar oficialmente que a curva de disseminação da pandemia foi estabilizada no Estado, o Governo de Pernambuco apresentou um plano de flexibilização de convivência com a Covid-19.  Antes de falar das datas e dos setores que serão reabertos, Alexandre Rebêlo, Secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco, apresentou três gráficos confirmando a redução do crescimento do novo coronavírus no Estado.

As curvas de novos infectados, óbitos e de demandas por internamentos em enfermarias e UTI reduziram nas últimas duas semanas, conforme os gráficos abaixo, apresentados pelo secretário Alexandre Rebêlo na coletiva de hoje.

 

Total de casos de SRAG e de pessoas confirmadas com Covid-19.

 

 

Total de óbitos por SRAG e de falecimentos confirmados de Covid-19.

.

Gráfico de solicitação de atendimentos em UTI e Enfermarias

.

Bruno Schwambach, secretário de desenvolvimento econômico de Pernambuco, ressaltou que a estabilização da curva está em um patamar ainda alto e que um novo crescimento do número de infectados poderá trazer de volta um novo período de isolamento mais rigoroso. “O que estamos se propondo a fazer é uma flexibilização gradual. Precisamos trabalhar com novos protocolos, um eixo de distanciamento social, um eixo de higiene e um eixo de comunicação. ”

O secretário listou uma série de medidas a ser adaptadas por todas as empresas, como a redução de compartilhamentos de itens como copos, garrafas e talheres, obrigatoriedade de uso de máscaras, a disponibilização de álcool 70 para clientes e trabalhadores, entre outras orientações. Todas estão listadas no documento publicado hoje após a coletiva (Plano de Flexibilização PE). Há ainda protocolos específicos para 15 segmentos que foram determinados pelo Estado.

Bruno destacou que 70% das atividades que compõem o Valor Adicional Bruto do Estado já estavam autorizadas a operar no período de isolamento mais rigoroso, conforme o gráfico abaixo. E que as demais passarão a funcionar de formar gradual nas próximas semanas.

Hoje, as atividades que estavam funcionando sem delivery antes da quarentena mais rígida foram autorizadas a retomar esse serviço. As lojas de material de construção também poderão voltar a funcionar recebendo clientes (Etapa 4.1).

CLIQUE NOS GRÁFICOS PARA LER.

O setor da Construção Civil poderá retornar com 50% da carga de trabalhadores a partir do dia 8 de junho e o comércio atacadista também foi autorizado a voltar a funcionar das 9h às 18h (Etapa 4.2).

A Fase 4.3, gráfico acima, prevê novas aberturas a partir do dia 15 de junho. Os varejos nos bairros e distritos com áreas de até 200 metros quadrados poderão ser abertos. Salões de beleza e serviços de estética serão permitidos a funcionar com um cliente por vez, sem fila de espera e higienização entre um cliente e outro. Os shoppings centers poderão operar com delivery e coletas. Os treinamentos esportivos serão autorizados a retomada das atividades.

Abaixo, numa fase 3 ainda sem datas previstas serão liberadas as atividades abaixo, em três períodos. Nesta fase, inicialmente poderão funcionar a Feira e o Polo de Confecções, com novos protocolos; o Varejo de Centro (lojas de até 200 metros); shoppings centers; e eventos esportivos sem torcida.

Um segundo período da fase 3 contemplará serviços públicos (1/3 da mão de obra), serviços de escritório (1/3 da mão de obra) e academias de ginásticas e similares (apenas piscinas e locais com práticas de esporte sem contato).

O terceiro período da fase 3 irá liberar as seguintes atividades: serviços de alimentação, bares, restaurantes e lanchonetes (com 50% da capacidade); varejo do centro (com novos protocolos);  serviços de escritório e serviços públicos (50% da mão de obra).

A fase 2 prevê reabertura de academias de ginástica e similares, além de museus, cinemas e teatros.

As atividades da fase 1, últimas a serem retomadas, estão listadas abaixo. As fases 2 e 1 ainda não tem uma data prevista ainda de retomada

O secretário de desenvolvimento econômico apontou que os eventos em geral e eventos esportivos serão a última etapa a ser liberadas.

André Longo, secretário de saúde de Pernambuco, e os demais secretários destacaram em diversos momentos da coletiva que diante de um crescimento de novos casos as atividades poderão voltar a enfrentar maiores restrições. Deverão ser desenvolvidos também planos regionais e municipais de reabertura, a partir de monitoramentos mais específicos do recuo ou avanço da disseminação da Covid-19 no Estado.

Você pode conferir abaixo o documento com a apresentação do Governo de Pernambuco sobre o Plano de Flexibilização.

Plano de Flexibilização PE FInalizado Revisado

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »