“Ser mulher é poder tudo”, leia a entrevista com Lívia Fernandes, diretora do McDonald’s
Rafael Dantas

“Ser mulher é poder tudo”, leia a entrevista com Lívia Fernandes, diretora do McDonald’s

Publicado em 13/03/2019 por Revista algomais às 13:52

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres representam 43,8% dos trabalhadores, sendo 37% em cargos de gerência e direção. Na rede Rede McDonald’s esse indicador é bem maior. Cerca 60% dos cargos de liderança nos restaurantes são ocupados por elas. Muitas das atuais gerentes, inclusive, começaram na função de atendentes de restaurante e cresceram na carreira. Publicamos hoje uma conversa com Lívia Fernandes, que é diretora de Operações do McDonald’s Brasil, sendo responsável por 450 restaurantes e 15 mil colaboradores. Ela começou na companhia com 15 anos, na função de  atendente. Em 27 anos na empresa ela passou por diversas funções, fez uma graduação em marketing, até chegar no segundo semestre de 2018 ao cargo de diretora.

.

Muitas mulheres que são referência no mundo dos negócios. O que você pensa sobre isso? Você já passou por um grande desafio na profissão por ser mulher?

Eu fui promovida à Gerente de Operações sete meses depois que minha segunda filha nasceu e um mês depois que voltei de licença. Era a oportunidade que eu mais queria na vida e precisei me organizar para dar conta destes dois momentos tão importantes ao mesmo tempo. E eu consegui. Ser mulher é poder tudo: trabalhar, ser mãe, viajar, liderar uma equipe. Somos extremamente competentes, fazemos bem feito e conseguimos resultados duradouros quando nos dedicamos. Hoje, das 15 mil pessoas que estão abaixo do meu “guarda-chuva”, na gerência das unidades, 60% são mulheres. E são mulheres guerreiras, que estão à frente de negócios grandiosos. O restaurante da rede que mais vende no Brasil, por exemplo, é comandado por uma mulher.

.

O que te inspirou a se tornar quem você é hoje na empresa?

As pessoas sempre me inspiraram. Aqui nós lidamos com pessoas de diferentes perfis e realidades: que moraram na rua, que não têm uma geladeira em casa, que fazem sua principal refeição no McDonald’s. É tão bom poder ajudar a desenvolve-las, vê-las crescendo, mudando de vida. E tudo o que me inspira aqui eu levo para a casa, como a disciplina e esse espírito de equipe que faz qualquer resultado acontecer.

.

Alguma dica para outras mulheres que estão começando ou mesmo no meio do caminho?

Nunca desista de seus sonhos e sempre seja você mesma, em total transparência com a sua essência. Não existe idade para começar, por isso sempre aprenda coisas novas e se voluntarie nos projetos mais difíceis, porque o processo de desenvolvimento é uma espiral que não tem fim. A competência é algo valioso e pessoal, então é muito importante sempre se dedicar ao máximo para entregar o melhor que pode. E nunca esqueça de conciliar a vida profissional com a vida pessoal, porque se cuidar, fazer academia, meditar, ler e estar com a família nos faz mais felizes e bem-humorados.

.

Como equilibrar as rotinas em casa e no trabalho?

Tenho usado muito a tecnologia ao meu favor. O objetivo é estar sempre perto: do time, dos clientes e da família. Sou mãe, sou esposa e sou mulher. Faço questão de participar do dia a dia dos meus filhos, Luan, de 16 anos, e da Mel, de 10 anos, e nem por isso deixo nada a desejar no meu trabalho. Mas isso requer um planejamento rígido de horários, agendas pré-estabelecidas e, inclusive, o dom de saber falar “não” quando necessário.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »