SPC Brasil revela que apenas 19% dos brasileiros pouparam em janeiro
Rafael Dantas

SPC Brasil revela que apenas 19% dos brasileiros pouparam em janeiro

Publicado em 15/03/2019 por Revista algomais às 16:19
A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, defende que é preciso superar a ideia de que uma reserva financeira deve ser feita a partir do que sobra do orçamento.

O Indicador de Reserva Financeira, da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revela que somente 19% dos consumidores conseguiram terminar o mês de janeiro guardando alguma quantia de dinheiro. Entre os brasileiros que conseguem guardar alguma quantia no final do mês, 64% optam pela poupança. Uma minoria opta por modalidades mais como fundos (8%) e ações (4%)

Outro dado do levantamento revela que mesmo entre aqueles que guardam dinheiro com frequência (35%), na maior parte dos casos, a reserva que juntam não é fruto de um planejamento. Em cada dez poupadores, seis (60%) apenas guardam o que sobra do mês, ao passo que 40% sempre estipulam um valor a ser poupado.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, é preciso superar a ideia de que uma reserva financeira deve ser feita a partir do que sobra do orçamento. “O ideal é definir um valor que possa ser guardado de forma fixa, como um compromisso a ser cumprido, mesmo que seja um valor baixo. Se o consumidor deixa para guardar apenas o que sobra após pagar todas as contas, ele pode ceder às compras por impulso. Uma boa solução para ajudar na disciplina é programar no banco uma transferência automática”, orienta a economista.

Outra informação relevante do levantamento é de que 51% dos poupadores sacaram recursos em janeiro. A maioria resgatou dinheiro para lidar com imprevistos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »
  • Ricardo C Montenegro

    Parabéns, pela matéria, mas apenas pra ficar mais definida a linha do tempo: Sebrae e Senai estão em Caruaru há mais de vinte anos, a partir do ano 2001 a cidade viveu um boom de cursos superiores, o Armazém da Criatividade foi instalado há mais de cinco anos, além do mais o país de Caruaru sempre recebeu “estrangeiros”, como dizia um grande empresário da cidade Dr. Galvão, da Livraria Estudantil “Caruaru é uma terra de forasteiros” no sentido que Caruaru sempre acolheu quem vinha empreender por aqui.