Vai de cerveja croata ou francesa para assistir a final?
Rivaldo Neto

Vai de cerveja croata ou francesa para assistir a final?

Publicado em 13/07/2018 por Revista algomais às 17:50

A Copa do Mundo se encerra nesse domingo e irá deixar saudades. Uma final inédita que vai por frente a frente França x Croácia. A velocidade alucinante do atacante Kylian Mbappé contra os toques mágicos e refinados do meia de Luka Modrić. Mas nenhum desses dois países tem uma tradição cervejeira. A França é mais conhecida pelos seus vinhos e o seu champanhe e a Croácia tem como bebida típica a Rakija, que é feita a partir de uvas, sendo um tipo de brandy com notas de anis e castanha tendo um pomposo teor alcóolico que vai de 40% a 60%, dependendo de sua forma de produção.

Mas se formos assistir um jogo final com o intuito de provar cervejas dos dois finalistas, seguem duas dicas.

Pela parte dos país dos balcãs até hoje eu só experimentei duas cervejas croatas, a Ozujsko e a Karlovacko. A primeira trata-se de uma cerveja lager bem leve e refrescante. Até meio comum demais. Sem grandes atrativos. Mas que é bastante consumida por lá. E a segunda, sua principal rival, é bem melhor e com um amargor mais bem trabalhado e refrescância acentuada.

Pela França já munda um pouco de figura. Uma das cervejas que mais gosto é francesa e com um nome “sugestivo”: Belzebuth 11,8%. Também chamada de Belzebuth Extra Strong. É uma cerveja francesa de fermentação alta, da cervejaria Grain d’Orge Brasserie. Apresenta coloração dourada é levemente adocicada, e apesar do alto teor alcoólico, ele está bem “encaixado” na cerveja.

E a famosa Kronenbourg 1664. Ela foi ganhadora do prêmio de melhor do mundo em 2004 pela “Brewing Industry Internacional Awards”. O segredo está no lúpulo Strisselspalt, considerado o caviar dos lúpulos que é cultivado exclusivamente na região de Alsace. A bebida tem uma amargura delicada, dando uma deliciosa sensação refrescante.

Agora é esperar o momento do jogo e “viajar” nos sabores.

MUNDO CERVEJEIRO

Novamente se fazendo presente na Fenearte, que vai até domingo, o espaço das cervejas artesanais pernambucanas ficou ainda melhor. Localizado no mezanino central e com duas áreas separadas, onde uma se comercializa as garrafas de cervejas, copos, taças e souvenirs. E na outra um espaço para degustar a cervejas com várias torneiras com os chopes locais. Vale a pena conferir.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »