Crítica literária: Mantas e lençóis

Crítica literária: Mantas e lençóis

Publicado em 13/03/2020 por Revista algomais às 17:19

*Paulo Caldas

Concebido em tons agrestes, o livro de A J Fontes se veste no intenso brilho da ficção. Mantas e lençóis tem no pano de fundo contos de real maturidade, para quem encena sua primeira aparição no palco das letras em Pernambuco.

No ponto de vista conteudístico, a pena do autor desliza sobre o papel temas telúricos, relações amorosas nascidas de sentimentos platônicos, conflitos familiares, aspectos sociológicos disfarçados no cotidiano dos protagonistas, apresentados em cenários concebidos com esmero, a exemplo do drama urbano À margem do cinza, que se destaca pela aspereza cruel do viver miserável.

No prefácio do escritor Ed Arruda, A J Fontes é um maestro que escolhe e deita as metáforas na pauta em clave de sol para que o leitor as desperte, sob o acorde da exclamação.

Na contracapa, a escritora Fátima Brasileiro comenta: “Mantas e lençóis seduz pela delicadeza do tecido tramado fio a fio, feito um ninho”. E arremata: “rico em imagens, sentimentos, aromas e sabores”.

O livro, que traz o selo da Editora Bagaço e capa da artista gráfica Bel Caldas, pode ser adquirido na Livraria Jaqueira ou com o autor pelo WhattsApp (81) 99132.0783.

*Paulo Caldas é escritor

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »