Documentário sobre ativista trans integra a programação do Janela de Cinema

Documentário sobre ativista trans integra a programação do Janela de Cinema

Publicado em 08/11/2019 por Revista algomais às 16:21

O documentário “Indianara”, de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa, será exibido neste sábado (9), às 14h, no Cinema São Luiz, dentro da programação do 12º Janela Internacional de Cinema do Recife. No centro do filme está Indianara Siqueira, ativista e transexual que vive no Rio de Janeiro. A obra mostra o cotidiano de sua luta para defender direitos da comunidade LGBTI+ e de outros integrantes da sociedade civil a partir do projeto que conduz, a Casa Nem, um abrigo para pessoas transgêneros em situação de risco.

Ao mesmo tempo, promove um mergulho em sua intimidade, na relação com o marido, um ex-militar e católico, que forma com ela um desenho da divisão ideológica vivida hoje no Brasil. Com registro dos principais eventos políticos ocorridos no Brasil dos últimos anos, o documentário é, ainda, um registro histórico sobre os acontecimentos recentes do país.

Sob os olhos de Indianara, o espectador observa imagens conhecidas, envolvendo os protestos contra Michel Temer, a prisão de Lula e a eleição de Bolsonaro, que são palcos de suas lutas. Um fator inédito é o registro, in memoriam, da vereadora do Rio Marielle Franco, assassinada em março de 2018, cujo crime ainda não foi solucionado. A produção reforça que as duas eram amigas de militância.

“A revolução pode ser feita na paz, no amor e na cerveja, mas se não for, vai ser na pedrada, vai ser no fogo e no gargalo, sim!”, é o que prega a ativista Indianara. Antes de chegar ao Janela, o filme passou por vários festivais, como Cannes, em maio deste ano, e tem outras exibições programadas pelo mundo.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »