Equipamentos recifenses terão programação especial na 16ª Semana de Museus

Equipamentos recifenses terão programação especial na 16ª Semana de Museus

Publicado em 14/05/2018 por Revista algomais às 9:51

Já é tradição no calendário cultural nacional: para celebrar o 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, equipamentos do país inteiro preparam uma semana inteira de programação caprichada. Para estimular a população a conhecer e frequentar esses espaços de fomento e preservação cultural, seis equipamentos geridos pela Prefeitura do Recife irão participar da 16ª Semana de Museus, que acontece entre os próximos dias 14 e 20 de maio.

Com o tema Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos, a semana capitaneada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) mobiliza mais de 1.130 instituições no país, somando 3.261 eventos realizados em 489 municípios de 26 estados brasileiros. Confira a programação completa da semana no guia online produzido pelo Ibram (http://guiadaprogramacao.museus.gov.br/).

Confira a programação de cada equipamento:

Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM) – Dedicado à produção de arte contemporânea, o equipamento preparou uma programação especial para a semana comemorativa, além das duas exposições em cartaz: ExistenCidades, do fotógrafo Beto Figueiroa, e A arte é um manifesto – 30 anos de Devotos, de Neilton, guitarrista da banda, que celebra a história do grupo que saiu do Alto José do Pinho para a posteridade do punk nacional.

A programação da semana começa com uma roda de diálogos, no dia 15, das 18h às 20h30, sobre Arte, Conectividade e novos públicos, para discutir sobre relações e conexões nos espaços expositivos. A entrada é gratuita.

De 15 a 20, estará em cartaz a exposição Tempos de Conectividade, com curadoria dos estagiários do MAMAM, abordando a ideia de museus hiperconectados e buscando abarcar novos públicos, com performances de Sandra Cinto e Daniel Santiago. De terça a sexta, das 12h às 18h e de sábado a domingo, das 13h às 17h.

Nos dias 15 e 16, das 14h às 17h, será oferecida uma oficina de lambe-lambe O MAMAM é logo ali, que vai produção coletiva de cartazes em lambe-lambe, que serão aplicados em locais nas intermediações do museu, com frases que indiquem sua localização. Há 20 vagas disponíveis. Inscrições: educmamam@gmail.com.

No dia 18, das 14h às 17h, tem mais oficina. Batizada de Troco Arte, a experiência irá trabalhar o contraste entre as novas formas de comunicação e as antigas, através da arte postal. Foram abertas 10 vagas. Inscrições pelo mesmo e-mail: educmamam@gmail.com.

No dia 19, das 14h às 20h, o evento Entre lanças e contas promoverá oficinas, rodas de diálogo e feira, com a participação de artistas, artesãos e músicos, para tratar de arte e cultura dos povos negro e indígena e da produção simbólica que demarca a etnia, a identidade e o território. A entrada é gratuita.

Um dos mais representativos museus de arte contemporânea do Nordeste, o MAMAM fica na Rua da Aurora, 265, na Boa Vista. Abre de segunda a sexta, das 10h às 18h, e sábados e domingos, das 13 às 17h. O acesso é gratuito.

Museu da Cidade do Recife/Forte das Cinco Pontas – No equipamento que faz parte do Conjunto de Fortificações do Brasil, integrante da Lista Indicativa brasileira do Patrimônio Mundial da Unesco, a programação preparada para a Semana de Museus contempla toda a família. Entre 15 e 20 de maio, a atividade O Forte e o Tempo será oferecida todos os dias, estimulando os visitantes a interagir com a fortaleza de uma maneira leve e criativa, participando de um jogo que tem como objetivo a criação de um forte subjetivo.

No dia 19, às 10h, uma oficina de colagem convidará os participantes a criar monstros marinhos, a exemplo dos que habitavam o imaginário coletivo na época das grandes navegações e estampam paredes, mapas e azulejos holandeses expostos na mostra Cinco Pontas. Às 15h, o artista Victor Vasconcelos vai ensinar a confeccionar peças de artilharia militar lúdicas, feitas de bola de encher na oficina ARTElharia. Serão oferecidas 20 vagas para crianças a partir de 10 anos. A inscrição deve ser feita pelo e-mail: educativomcr@gmail.com.

O Museu da Cidade do Recife fica na Praça das Cinco Pontas, São José. Funciona de 9h a 17h, de terça a domingo. O acesso é gratuito.

Murillo La Greca – No equipamento, além de conferir a Mostra Coletiva de Artes Visuais Vetores, que reúne trabalhos de nove artistas, e a exposição permanente do equipamento, Um artista de outro tempo, que conta a trajetória artística do patrono do equipamento, Murillo La Greca, será realizada, no dia 17, uma capacitação sobre a arte e seu papel na escola, para 100 professores da rede municipal.

O museu abre de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h, e, no sábado, das 15h às 18h.

Paço do Frevo – Espaço de salvaguarda e valorização do frevo, tradição genuinamente recifense reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, o equipamento celebra a data com conversas e, claro, música e dança, além do acervo permanente, à disposição dos visitantes em busca de intimidade com o gênero musical e sua história.

Ao longo de todo o dia 15, das 9h às 16h30, haverá vivências para quem quiser se arriscar na extensa biblioteca de passos que o frevo coloca nas ruas. No dia 18, a programação começa às 9h, com a palestra Patrimônios e Conexões, sobre o diálogo entre as tradições e a contemporaneidade. Entre 10h30 e 12h, será oferecida uma roda de conversa com relatos de experiências sobre patrimônio e conexões digitais. E, das 14h às 17h, um minicurso tratará de comunicação estratégica, internet e patrimônio.

O Paço do Frevo fica na Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife. Funciona de 9h a 16h30 de terça a sexta e de 14h a 18h aos sábados e domingos. O ingresso custa R$ 8.

Casa do Carnaval – Espaço destinado a pesquisas sobre as manifestações da cultura popular, a Casa do Carnaval irá oferecer, gratuitamente, uma oficina de Catalogação de Acervos, entre os dias 14 e 18 de maio. Serão disponibilizadas 10 vagas, destinadas a estudantes universitários, equipes de museus e interessados em aprender noções básicas sobre práticas de salvaguarda de acervo. As inscrições podem ser feitas pelo o link https://goo.gl/forms/oTECLYTvBAtZ95F42 ou pelo telefone (81) 3355-4311. As aulas acontecerão das 9h às 12h, e terão como facilitador o Museólogo e Historiador Anderson Santos. Serão ensinados conceitos e práticas de documentação museológica e noções sobre acervos físicos e digitais. Essa ação é resultado de uma parceria entre o Centro de Formação, Pesquisa e Memória Cultural – Casa do Carnaval e o Museu de Arte Popular do Recife (MAP).

A Casa do Carnaval é um equipamento cultural da Prefeitura do Recife, e fica no Pátio de São Pedro, nº 38.

Memorial Luiz Gonzaga – Criado em homenagem ao Rei do Baião e à cultura sertaneja que ele defendeu em suas andanças, o museu oferecerá uma programação multimídia, com visita mediada pelo acervo, do dia 14 ao dia 18, das 9h às 17h, e exibição dos filmes O homem que engarrafava (2009), Gonzaga de pai pra filho (2012) e Caminhos da reportagem: Luiz Gonzaga (TV Brasil). Os visitantes poderão conferir ainda o acervo sobre Luiz Gonzaga com fotos, vídeos, discos, músicas, instrumentos musicais e objetos da cultura sertaneja.

O Memorial Luiz Gonzaga fica no Pátio de São Pedro, nº 35. Funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h. O acesso é gratuito.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »