Janeiro de Grandes Espetáculos divulga programação

Janeiro de Grandes Espetáculos divulga programação

Publicado em 06/01/2021 por Algomais às 9:37
O festival transformou-se no JGE Conecta, está disponível na internet e traz espetáculo como Caipora quer dormir. Foto: Diego Bresani/Divulgação

Organizadores e artistas do Janeiro de Grandes Espetáculos, que em sua 27ª edição se esgorçaram para adaptar o festival a uma realidade possível, transformando-se em JGE Conecta. A programação do festival, disponível no site www.janeirodegrandesespetaculos.com, contempla, de 7 a 28 de janeiro de 2021, 35 espetáculos em formato online, com exibição através do YouTube, e 13 presenciais. As apresentações ao vivo serão nos teatros de Santa Isabel, do Parque e Luiz Mendonça, respeitando todas as normas sanitárias vigentes.

Este ano, além de Teatro Adulto, Teatro para Infância e Juventude, Dança e Música, o Janeiro contempla, pela primeira vez, as categorias Circo e Mostra de Escolas Independentes de Teatro, Dança e Circo. Traz ainda 14 debates online sobre variados temas acerca da arte no quadro Palavração. Pernambuco, como sempre no evento realizado pela Associação de Produtores de Artes Cênicas de PE (Apacepe), foi priorizado na grade: além do Recife, há artistas de Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Vitória de Santo Antão, Surubim, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Tabira e Petrolina. Ao mesmo tempo em que a programação foi construída com muitos limites, fez-se possível quebrar a barreira física com a inédita possibilidade de exibições virtuais. Assim, estarão de forma remota companhias do Ceará, Bahia, Brasília, Amapá e Amazonas, dentro do conceito de se pensar o Brasil além do eixo Sul/Sudeste e abrir as portas para a potência criativa das outras regiões do País. Do exterior, espetáculos da Colômbia, Senegal e Eslováquia integram o roteiro.

“Vivemos um momento em que a grandeza é estarmos vivos, produzindo artes e dialogando com nossos públicos. O grande destaque do festival é o conjunto de sua programação. Utilizamos critérios como qualidade, processo, diálogo entre territórios diferentes, representatividade regional, cultural, de gênero”, pontua José Manoel Sobrinho, gerente de Programação. Os integrantes da comissão de seleção dos espetáculos trouxe a diversidade, marca desta edição: Gheuza Sena (atriz do Recife), Genivaldo Francisco (representante da Amotrans – Articulação e Movimento para Travestis e Transexuais de PE), Djaelton Quirino (representante da Ripa – Rede Interiorana de Produtores Técnicos e Artistas de PE) e Clara Isis Gondim (bailarina de Petrolina).

A abertura do JGE será simbólica. Gravada no Teatro de Santa Isabel e transmitida online, gratuitamente, dia 7 de janeiro, às 20h, prestará reverência a oito homenageados. Na música, o maestro Ademir Araújo e a pianista Ellyana Caldas. No teatro, o escritor e dramaturgo Ronaldo Correia de Brito e a atriz Arari Marrocos, de Caruaru. No circo social, a artista-educadora Fátima Pontes; e no circo popular, o mágico Alakazam. Na dança, o artista e pesquisador Jailson Lima, de Petrolina, e a bailarina Cláudia São Bento. O evento de abertura terá participação da cantora Gabi da Pele Preta e da instrumentista Laís de Assis, com apresentação da atriz Fernanda Spíndola.

Este ano, o Prêmio JGE Copergás será concedido a projetos que se destacaram em 2020. Serão 20 premiados, entre companhias, artistas, escolas, associações, técnicos, espetáculos.

INGRESSOS – Os tíquetes para as apresentações virtuais e presenciais custam R$ 20 e estão à venda no site Sympla. Reconhecendo que as escolas independentes de teatro, dança e circo são as principais formadoras de novos artistas e públicos, e oferecendo ainda mais holofotes para essas instituições, o JGE optou pelo acesso gratuito aos espetáculos dessa mostra. O festival sugere colaboração financeira voluntária, de qualquer valor, através do PicPay. Toda a verba arrecadada será dividida entre as dez escolas participantes da mostra. Também serão gratuitos, por meio de lives no Instagram, os debates do Palavração.

Apresentado pela Prefeitura do Recife, com o patrocínio da Copergás, incentivo do Governo do Estado de Pernambuco através da Lei Aldir Blanc, o 27º Janeiro de Grandes Espetáculos tem apoio da Cia. Editora de Pernambuco (Cepe), Virtual Recife, TV Globo e Fundação Cultural Cabras de Lampião, parceria da TV e Rádio Universitária, Rede Interiorana de Produtores Técnicos e Artistas de Pernambuco (Ripa), Articulação e Movimento para Travestis e Transexuais de Pernambuco (Amotrans), Universidade de Brasília (UNB), SESC Amazonas e Conselho de Artes da Eslováquia. Com produção geral de Paulo de Castro, produção executiva da Fervo Projetos Culturais, Roda Cultural e Cordas Cênicas, numa realização da Apacepe.

 

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »