Portugal, Brasil e Espanha se encontram no Paço do Frevo

Portugal, Brasil e Espanha se encontram no Paço do Frevo

Publicado em 14/08/2019 por Revista algomais às 7:10
Hora do Frevo recebe o grupo instrumental Sopro Fino, formado no bairro da Várzea.

Como centro de referência de salvaguarda do patrimônio imaterial da humanidade, o Paço do Frevo amplia a atuação da gestão cultural apostando em debates contemporâneos e ações interdisciplinares. Em agosto, o equipamento realiza diversas atividades de fomento, atuando como um ativo espaço de diálogo dos setores da economia da cultura de Pernambuco.

Além da programação artística regular, que trará neste mês o grupo Sopro Fino para o projeto Hora do Frevo, o Paço sediará um encontro do 2CN-CLab Talks 2019, projeto internacional sobre Cultura, Redes e Política.

Redes Transnacionais de Cultura

O pesquisador português Manuel Gama está à frente do projeto “Redes de Cooperação Cultural Transnacionais: Portugal europeu, lusófono e ibero-americano”, desenvolvido em parceria entre Portugal (Universidade do Minho), Espanha (Universidade de Santiago de Compostela) e Brasil (Universidade de São Paulo).

No encontro 2CN-CLab Talks 2019 que Gama coordena no dia 14 de agosto, das 15h às 17h, no Paço do Frevo, serão reunidos profissionais e organizações do setor cultural, com o intuito de facilitar o acesso à cooperação cultural nacional e transnacional. O debate é gratuito e as inscrições podem ser feitas online no link: tinyurl.com/2CN-CLabTalks

O 2CN-CLab (Cultural Cooperation Networks – Creative Laboratory) visa promover a discussão crítica e construtiva sobre as redes de cooperação cultural e, desta forma, sensibilizar a participação desses atores em conexões horizontais. Os participantes são desafiados a refletir sobre o conceito de “redes culturais” a partir das suas experiências, de um conjunto de autores convocados, de casos práticos de organizações culturais e da discussão gerada.

Hora do Frevo com Sopro Fino

O Sopro Fino integra a nova cena instrumental do frevo no Recife. Nesta sexta (16), o grupo se apresenta ao meio-dia, no hall de entrada do museu, no projeto Hora do Frevo. Criada no bairro da Várzea, a banda desenvolve desde 2017 trabalho e recriações de obras de outros artistas.

Sopro Fino é formado por músicos e professores formados pela UFPE, Conservatório Pernambucano de Música (CPM) e Centro Profissionalizante de Criatividade Musical do Recife (CPCMR) e gravou seu primeiro disco em 2018.

No show, frevos autorais como “9 de Fevereiro” (Yko Brasil ), “Derifrevo” (Derivaldo Santana) e “Tubarão no circo” (de Zé Freire, segundo lugar no Festival Nacional de Frevo de 2018 na categoria “Frevo Livre Instrumental”) dividirão espaço com frevos consagrados e outros estilos e influências.

Em cinco anos de existência, o Paço do Frevo realizou mais de 140 edições da programação Hora do Frevo, que apresenta novas leituras instrumentais do frevo em formações atípicas do que é tocado nas ruas.

Serviço:

Redes Transnacionais de Cultura (2CN-CLab Talks)

Inscrições: tinyurl.com/2CN-CLabTalks

Paço do Frevo, dia 14 de agosto, a partir das 15h.

Acesso gratuito, mediante inscrição.

Hora do Frevo: Sopro Fino

Paço do Frevo, dia 16 de agosto, ao meio-dia

Acesso gratuito.

Funcionamento

Horários: Terça (entrada gratuita) a sexta, das 9h às 17h. Sábado e domingo, 14h às 18h (Última entrada até 30 minutos antes do encerramento das atividades do museu).

Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia).

Endereço: Praça do Arsenal da Marinha, s/nº, Bairro do Recife.

Informações: (81) 3355-9500 e http://www.pacodofrevo.org.br/programacao

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »