Recife Antigo recebe apresentação gratuita do maestro João Carlos Martins

Recife Antigo recebe apresentação gratuita do maestro João Carlos Martins

Publicado em 04/10/2019 por Revista algomais às 7:33
Foto: Divulgação

No próximo domingo (6), a partir das 16h, o maestro João Carlos Martins faz apresentação gratuita, oferecida pela Prefeitura do Recife, no Cais da Alfândega, com a participação de quatro orquestras e projetos culturais da RMR

Cidade estuário de tantas e tão variadas tradições musicais, o Recife foi escolhido como cenário para o próximo concerto do projeto Orquestrando o Brasil. No próximo domingo (6), o célebre maestro João Carlos Martins se apresenta, às 16h, no Cais da Alfândega, com a participação de músicos de quatro projetos culturais da Região Metropolitana.

Promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, com o apoio da Fundação Banco do Brasil e do SESI/SP e FIESP, o evento reunirá numa apresentação gratuita e aberta ao público a Orquestra do Movimento Pró-Criança – Unidade Recife Antigo, a Orquestra Social Dom João Costa, ambas de Recife, a Banda Musical Curica, de Goiana e o Coral do Instituto Passo de Anjo, de Abreu e Lima, que se apresentarão juntos, sob a regência do internacionalmente conhecido maestro João Carlos Martins, que está viajando por várias cidades para ‘orquestrar’ o país inteiro, reunindo e aprimorando talentos, para formar novos músicos e novos públicos para a música erudita.

“O Orquestrando o Brasil é o legado que pretendo deixar. Quero ajudar os milhares de grupos espalhados pelo país a evoluírem artisticamente, ampliando sua atuação e conquistando novos públicos. Queremos democratizar a música clássica no Brasil”, ressalta o maestro João Carlos Martins.

Com o mesmo objetivo de semear os conhecimentos que lhe embalaram a vida, o maestro aproveita sua visita à cidade para convidar regentes e coordenadores de projetos culturais da cidade para uma conversa sobre música erudita e sua produção e consumo na cidade de tantos ritmos.

O encontro será no sábado (5), às 15h30, no Salão Nobre do Teatro Santa Isabel, para músicos convidados.

João Carlos Martins

João Carlos Martins é maestro e reconhecido como um dos melhores pianistas do mundo. É também considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach, tendo gravado, ao longo da carreira, a obra completa para teclado daquele gênio da música. Devido a problemas físicos, João Carlos Martins teve que abandonar a carreira de pianista, canalizando sua paixão pela música por meio da regência.

Orquestrando o Brasil

O Orquestrando o Brasil é uma plataforma digital que visa disseminar conteúdos, oferecer capacitação para regentes e músicos, além de ser uma ferramenta para a troca de conhecimento. Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e realizado com apoio da Fundação Banco do Brasil e do SESI/SP e FIESP, o portal estabelece um contato diário entre milhares de profissionais e amadores da música que desenvolvem projetos de variados portes em suas comunidades e cidades, entre corais, bandas e orquestras, para construir uma relação online permanente de suporte e informação.

Os grupos integrantes recebem um suporte através do portal e da equipe do projeto, sob a coordenação direta do maestro João Carlos Martins. Esse apoio se dá de diferentes maneiras, seja através de masterclass, adaptação de repertórios, suporte no desenvolvimento de projetos, apoio na busca de patrocínios públicos e privados, apoio na produção de apresentações e divulgação dos trabalhos, além de reconhecimento do regente.

A iniciativa reúne, atualmente, 500 grupos espalhados pelo país, oferecendo capacitação para regentes e músicos, divulgação e apoio. Criado em 2018, o projeto interage com mais de 20 mil músicos de todo Brasil.

Até o momento, o projeto já promoveu mais de 15 encontros com regentes e coordenadores musicais nos estados de São Paulo, Paraná, Paraíba, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Sobre as orquestras e projetos culturais locais que participam da iniciativa e do concerto deste domingo:

Orquestra do Movimento Pró-Criança – Unidade Recife Antigo

O projeto Movimento Pró Criança – Unidade Recife Antigo foi fundado em 27 de julho de 1993. Sua Orquestra, criada em 2008, é composta por violinos, violas, violoncelos, contrabaixos e percussão, tendo como maestro o músico Crisóstomo Santos. Atualmente, atende gratuitamente cerca de 50 jovens carentes que recebem formação instrumental.

Orquestra Social Dom João Costa

Fundado em 1969, pelas religiosas da Instrução Cristã, no bairro do Alto José do Pinho, no Recife, o Centro Social Dom João Costa se tornou a tábua de salvação para milhares de crianças e jovens. Atende diariamente 380 pessoas, das quais 160 em cursos de musicalização, em três períodos. Além disso, em média, outras 1500 pessoas se beneficiam das instalações do centro, com acesso a quadra para jogos de futsal, biblioteca e o telecentro. A música começou a ser usada como ferramenta em 2009, através do Projeto Músicos do Futuro. Mais tarde foi criada a Orquestra Social Dom João Costa, que tem hoje 46 músicos. Sob a regência do maestro Hugo Leonardo Celestino da Silva, a orquestra faz em torno de 60 apresentações ao ano.

Banda Musical Curica

Reconhecida como Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco, em 2005, pela Fundarpe, Ponto de Cultura, desde 2010 e agraciada com a Comenda da Ordem do Mérito Cultural, em 2015, pelo Ministério da Cultura, a Banda Musical Curica, de Goiana/PE, acabou de completar 171 anos. Com tradição em formação musical para instrumentos de sopro e percussão, a Banda é considerada a mais antiga do estado em atividade ininterrupta. Em sua sede mantém uma escola de música que atende gratuitamente 127 alunos, entre crianças, jovens e adultos. Regido por Everton Luiz Silva do Nascimento, o grupo tem 72 integrantes e apresenta repertório variado.

Coral do Instituto Passo de Anjo

O Instituto Passo de Anjo desenvolve ações sociais por meio de linguagens artísticas como música, dança e teatro. Coordenado pelo maestro Spok, po Melissa Albuquerque e pela psicóloga Amoary Messender, o projeto tem ajudado a transformar vidas de crianças a partir de 7 anos de idade que se encontram em situação de vulnerabilidade social na comunidade do Fostato, em Abreu e Lima. Criado em 2016, o Instituto atende 173 crianças e adolescentes. O Coral teve início em 2017 e hoje conta com 40 integrantes.

Serviço

João Carlos Martins e Orquestrando o Brasil no Recife

Dia: 6 de outubro (domingo)

Horário: 16h

Endereço: Cais da Alfândega, no Recife Antigo

Acesso gratuito

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »