São João do Recife 2020 começa hoje (16), com rodas de conversa com quadrilheiros

São João do Recife 2020 começa hoje (16), com rodas de conversa com quadrilheiros

Publicado em 16/06/2020 por Revista algomais às 10:50
Até quinta-feira (19), o movimento quadrilheiro será convidado pelo poder público municipal para debates virtuais sobre origens e impactos sociais das quadrilhas, além de possíveis futuros para a colorida tradição na cidade

Para celebrar as raízes culturais pernambucanas e nordestinas, respeitando os protocolos sanitários impostos pela pandemia, o São João 2020 começa virtual na capital pernambucana. Impedidos pelo coronavírus de desfilar suas histórias, coreografias, figurinos e força pelos arraiais, os quadrilheiros estão sendo convidados pela Prefeitura do Recife a se dedicar pelo menos à teoria de uma das mais bonitas e emocionantes manifestações do ciclo junino. A partir de hoje (16), os brincantes que sempre abrem alas para os festejos no Sítio Trindade protagonizarão uma série de três encontros online, para conversar sobre origens e impactos sociais das quadrilhas, além de possíveis futuros para a colorida tradição na cidade.

Promovidas pela Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife, em articulação com as entidades que representam o movimento quadrilheiro, a Liga Independente de Quadrilhas Juninas do Recife (Liquajur) e a Federação de Quadrilhas e Similares do Estado de Pernambuco (Fequajupe), as conversas serão realizadas hoje (16), amanhã (17) e quinta (18), das 20h às 23h, abertas ao público, com a capacidade máxima de 100 pessoas por encontro.

“A gestão sempre promove ações formativas nos ciclos culturais e, em parceria com as entidades representantes do movimento quadrilheiro não poderia – nesse novo jeito de fazer São João – deixar de oportunizar o diálogo sobre as questões sociais, econômicas e culturais das quadrilhas juninas e suas possibilidades de práticas futuras”, diz Williams Santana, Gerente Geral de Gestão Cultural da Secretaria de Cultura do Recife e coordenador das rodas de conversa.

“A Organização do Movimento Quadrilheiro e os impactos Sociais e Econômicos das Quadrilhas Juninas nas comunidades” será o tema de abertura das rodas de conversa, na noite de hoje, com mediação de Perácio Gondim, do Cais do Sertão, e participação de Hugo Menezes (quadrilheiro e professor do Departamento de Antropologia da UFPE), Michelly Miguel (presidente da Fequajupe), Rodrigo de Oliveira (quadrilheiro e Secretário Executivo da Liquajur), e Marcone Costa (quadrilheiro, educador e militante do movimento LGBTQI+) como provocadores da discussão. O link do primeiro dia será: meet.google.com/xjv-kfed-jho.

O segundo dia de debates será dedicado ao tema “As Origens, as Devoções e as Festas” e terá como mediador o representante da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Paulo Mafe, que vem produzindo, há muitos ciclos juninos, um vastíssimo acervo de fotografias de apresentações de quadrilhas e quadrilheiros nos diversos concursos promovidos no estado. Os provocadores serão: Mário Ribeiro (pesquisador e professor do Departamento de História da Universidade de Pernambuco), Perácio Gondim (coreógrafo, educador e quadrilheiro), Jadenilson Gomes (ator e quadrilheiro) e Fábio Andrade (diretor de arte e quadrilheiro). O link do segundo dia de programação será: meet.google.com/nhw-pabr-aax.

Na quinta-feira (18), as rodas de conversa encerram, tendo como derradeiro tema “Os Concursos, as Transformações e a Quadrilha do Futuro”. Com mediação de Albemar Araújo, da Fundação de Cultura Cidade do Recife, a conversa terá como provocadores os encenadores, cenógrafos e quadrilheiros Fábio Costa e Américo Barreto, além de Wérison Fidélis (quadrilheiro, bailarino e coreógrafo) e da também quadrilheira Cristiane Menezes. O link para o terceiro e último dia de conversas será: meet.google.com/ccu-sdkw-fmc.

(Da Prefeitura do Recife)

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »