Vida e obra de Josué de Castro em pauta na Fundaj

Vida e obra de Josué de Castro em pauta na Fundaj

Publicado em 25/09/2020 por Revista algomais às 5:00
Live direcionada a alunos de Ensino Médio será transmitida virtualmente pelo canal do multiHlab da Fundaj, na tarde do próximo dia 29

Em vida, o escritor, político e cientista social Josué de Castro ficou conhecido como uma das maiores autoridades mundiais a tratar sobre o tema da fome. Autor de clássicos como o estudo “Geografia da Fome” e o romance “Homens e Caranguejos”, o autor influenciou as produções iniciais das bandas Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A. Apontando para essa relação e para a contemporaneidade da obra do ativista pernambucano, o Mestrado Profissional de Sociologia em Rede Nacional (ProfSocio), junto ao Pibic Ensino Médio da Fundaj, promove a Live “Josué de Castro e os Caranguejos com Cérebros”. Na ocasião, o pesquisador da Fundaj, Túlio Velho Barreto, falará sobre o assunto e debaterá, também, com o urbanista e analista em Ciência e Tecnologia da Fundaj, Cristiano Borba. A transmissão de vídeo será por meio do canal do multiHlab (Laboratório Multiusuários em Ciências Humanas e suas Tecnologias) da Fundaj no YouTube, no próximo dia 29, às 16h. A atividade é direcionada para os alunos do Ensino Médio que são bolsistas do Pibic, e também é aberta ao público geral.

“O multiHlab do ProfSocio da Fundaj está presente nas atividades desenvolvidas com os bolsistas do Pibic Ensino Médio e trabalha com a equipe o uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação em práticas pedagógicas para o ensino de Humanidades na escola. Mais uma vez, a parceria se faz presente na realização desta Live, também convidando o público à conhecer as produções em vídeo do laboratório, todas disponíveis para acesso livre no Canal multiHlab”, afirmou a coordenadora do multiHlab e pesquisadora da Fundaj, Viviane Toraci.

Em seus primeiros álbuns, Chico Science e Fred Zeroquatro compuseram músicas que se tornaram clássicos como “Da Lama ao Caos” de Science, e “Cidade Estuário” de Zeroquatro. Produções essas que foram influenciadas pelo prefácio do romance “Homens e Caranguejos” de Josué de Castro. “Foi na chamada ‘cena mangue’ pernambucana que a obra de Josué de Castro reapareceu e ganhou novamente destaque. Isso aconteceu antes dele ter suas obras reeditadas e de ser resgatado para o grande público, após o anúncio do programa Fome Zero, em 2003”, afirmou o pesquisador Túlio Velho Barreto.

Comparando o prefácio do referido romance, o texto manifesto “Caranguejos com Cérebros” de Zeroquatro, e as letras dos primeiros álbuns de Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, o pesquisador mostrará como e em que medida se deu as influências do autor nas produções. Ele mostrará que a obra de Josué de Castro e as letras dos “mangueboys” falam da questão da fome não como um fenômeno natural, mas como resultado das enormes desigualdades sociais e econômicas e da ausência de políticas públicas.

Sobre o Pibic Ensino Médio da Fundaj

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) Ensino Médio da Fundação Joaquim Nabuco é coordenado pela analista em Ciência e Tecnologia Ana Abranches. Tendo o apoio do MultiHlab/ProfSocio, o programa existe na Fundaj desde 2016 e já contemplou 22 bolsistas estudantes de escola pública. Desde o ano passado é desenvolvido em parceria com a Escola de Referência Cândido Duarte, localizada em Apipucos. Atualmente, o programa conta com a participação de seis pesquisadores e analistas em Ciência e Tecnologia das três diretorias da Fundaj.

O multiHlab e o Sociolab são laboratórios do ProfSocio que são parceiros do Pibic. Eles trabalham com produção de mini-documentário com os bolsistas, uso de tablets, formulários eletrônicos para realização de surveys na escola e produção de materiais de divulgação científica.

Serviço:

Live “Josué de Castro e os Caranguejos com Cérebros”
Data: 29 de setembro de 2020
Hora: 16h
Plataforma: canal do multiHlab no YouTube (https://bit.ly/2FZZm4p)

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »