Bom Leite projeta crescer 16% em 2019
Rafael Dantas

Bom Leite projeta crescer 16% em 2019

Publicado em 01/03/2019 por Revista algomais às 5:00
Stênio Júnior e Stênio Galvão comandam a empresa, que ampliou o número de pontos de venda e de produtos nos últimos anos.

Em pleno período de seca e recessão a empresa Bom Leite, com sede em São Bento do Una, conseguiu crescer. “Quando a crise apertou no País passamos por uma virada de crescimento na empresa, principalmente a partir de 2016. No ano passado crescemos 16% em produção e um pouco mais que isso em faturamento”, comemora o diretor administrativo Stênio Galvão Júnior. Para 2019 a expectativa é de repetir o aumento de desempenho do ano passado.

O diretor conta que a capacidade produtiva foi ampliada nesse período, mas o grande aumento mesmo veio da produtividade na própria estrutura que a indústria já possuía. “Já estávamos preparados para crescer”, afirma Stênio.

A empresa conta hoje com 56 produtos, beneficiando 50 mil litros de leite por dia. Apenas 2,5 mil litros são de produção própria e os demais são comprados de outros produtores de Itaíba, Águas Belas, Pesqueira, Pedra e São Bento do Una.

Além do aumento de produtividade da sua fábrica, a empresa também ampliou sua presença nas gôndolas. “Focamos muito na distribuição. Somos uma empresa regional. Se não focarmos nos varejinhos, padarias e crescermos significativamente os pontos de venda não conseguimos nos sobressair frente aos grandes produtores nacionais, que estão nas grandes cadeias de supermercado”.

Em 2019 a empresa promete anunciar lançamento de produtos e pretende abrir novos mercados. “Hoje atuamos apenas em Pernambuco e em Alagoas. Pretendemos chegar em pelo menos mais um estado da região”, afirma.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »
  • Ricardo C Montenegro

    Parabéns, pela matéria, mas apenas pra ficar mais definida a linha do tempo: Sebrae e Senai estão em Caruaru há mais de vinte anos, a partir do ano 2001 a cidade viveu um boom de cursos superiores, o Armazém da Criatividade foi instalado há mais de cinco anos, além do mais o país de Caruaru sempre recebeu “estrangeiros”, como dizia um grande empresário da cidade Dr. Galvão, da Livraria Estudantil “Caruaru é uma terra de forasteiros” no sentido que Caruaru sempre acolheu quem vinha empreender por aqui.