Mercado da construção civil em Pernambuco de olho na recuperação

Mercado da construção civil em Pernambuco de olho na recuperação

Publicado em 07/08/2020 por Revista algomais às 5:00
Projeção do setor inclui o lançamento de novos empreendimentos e a geração de postos de trabalho

O mercado da construção civil em Pernambuco começa a dar sinais de recuperação. Apesar do cenário de quedas que assinalou os últimos meses, em razão da pandemia da Covid-19, empresários do setor se mostram mais otimistas, após a retomada das atividades nos canteiros de obras. Conforme o novo Índice de Confiança da Construção (ICST), produzido pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, essa boa perspectiva subiu 6,6 pontos em julho, assinalando a terceira alta consecutiva do indicador no país.

Na prática, o número representa a percepção de negócios para os próximos meses, auxiliando no planejamento. A marca chegou a 83,7 pontos, em uma escala de 0 a 200. De acordo com o advogado, sócio da Portela Soluções Jurídicas e especialista em estruturação de novos empreendimentos imobiliários, André Portela, o segundo semestre de 2020 já desponta com lançamentos na Região Metropolitana e Interior, impactando em bons resultados econômicos. “A indústria da construção civil é bastante propulsora, movimentando o segmento industrial e comercial, e também gerando um aquecimento do mercado”, explica, ressaltando uma projeção ainda mais favorável para 2021.

Segundo ele, esta alavancada assinala a geração de novos postos de trabalho, assim como a ampliação do portfólio disponível para quem está em busca, por exemplo, pelo sonho da casa própria. “Com a flexibilização do isolamento no estado, as iniciativas de vendas, antes limitadas a plataformas online, ganharam mais força, facilitando as relações com o cliente. Para o consumidor final, a expectativa é por condições mais atrativas e preços mais competitivos”, lembra Portela. Nesta mesma esteira estão as imobiliárias, que também reabriram as portas em busca do reequilíbrio, querendo abarcar ainda o segmento comercial, seja para aluguel ou venda.

Para o diretor da Construtora VL, Luiz Taboas Filho, a projeção é positiva. Ele lembra que a construção civil vinha crescendo bastante, entre o final de 2019 e o início deste ano. “Apesar da fase da quarentena ter prejudicado um pouco esta programação, conseguimos estabelecer a manutenção das vendas. Com bastante agilidade, tornamos o processo 100% digital e isso nos trouxe mais equilíbrio. Para os próximos meses, com melhoras no cenário econômico, apostamos numa escalada de crescimento”, disse. A empresa dispõe de variada cartela, incluindo condomínios clube e imóveis econômicos, na faixa do programa Minha Casa Minha Vida.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »