Setor de energia solar promete gerar 5,4 mil novas empresas em 2021
Rafael Dantas

Setor de energia solar promete gerar 5,4 mil novas empresas em 2021

Publicado em 13/01/2021 por Revista algomais às 5:11
Segundo projeção do Portal Solar, volume de companhias de instalação e projetos fotovoltaicos pode crescer 27% este ano no Brasil. Organizações geraram cerca de 68 mil postos de trabalho nos últimos 12 meses, um acréscimo de 92% em relação às contratações realizadas entre 2012 e 2019

Mesmo com a crise econômica do País e do mundo, o setor de energia solar segue seu rumo de crescimento exponencial no Brasil. De acordo com levantamento do Portal Solar, são criadas 450 novas empresas a cada mês em território nacional no setor. As estimativas da plataforma são de que até o final de 2021 sejam abertas um total de 5,4 mil companhias no mercado fotovoltaico. Esse avanço vai representar um aumento de 27% no volume atual de organizações no segmento.

Esse crescimento alavanca também a geração de empregos. Segundo o levantamento, os distribuidores, revendedores, instaladores, projetistas e outras players do setor geraram perto de 68 mil empregos no País no ano passado. Estimativas do setor dão conta de que as companhias de geração solar distribuída empregam atualmente cerca de 130 mil profissionais, com investimentos acumulados que ultrapassam R$ 21 bilhões em usinas de autogeração de energia em residências, comércios e indústrias. O País possui hoje mais de 350 mil sistemas fotovoltaicos instalados em telhados e pequenos terrenos.


.

TIM anuncia criação de comitê estratégico de ESG

A TIM Brasil criou um comitê de assessoramento do Conselho de Administração da companhia para assuntos ligados a questões ambientais, sociais e de governança (sigla ESG, em inglês). O comitê é formado por membros do próprio conselho – incluindo o Presidente Nicandro Durante e o CEO da empresa, Pietro Labriola – e terá uma atuação ampla, definindo o plano estratégico, garantindo e incentivando projetos e acompanhando o cumprimento de metas em todos os pilares sob o guarda-chuva ESG.

.


.

Primeira campanha da McDonald’s em 2021 tem participação de McLoma

O Méqui começa o ano com uma nova campanha que valoriza a conexão emocional que as pessoas têm com a marca e as preferências de cada consumidor na hora de montar o seu prato. A estratégia de comunicação começou em 2019 com o lançamento da #FomeDeMéqui e a adoção dos apelidos carinhosos dos fãs – Méqui, Mecão, Méquizinho – que culminou na mudança de fachadas de alguns restaurantes pelo Brasil. Agora a novidade é

Ao convidar os clientes a compartilharem as suas Méquizices (um neologismo que brinca com as palavras maluquice, esquisitice e com o nome da marca), a campanha destaca a diversidade de produtos da rede e a experiência de cada consumidor.  “Sabemos que cada consumidor tem seu jeito de comer Méqui. Muitos criaram maneiras especiais de consumirem seus produtos preferidos e são essas Méquizices que contribuem para que seja uma experiência única. Com essa campanha buscamos enaltecer essa relação tão próxima e singular que as pessoas têm com os nossos produtos” explica João Branco, CMO do McDonald’s Brasil. O filme criado em parceria com a DPZ&T que abre a primeira campanha do Méqui em 2021 traz Marcio Canuto, Fernanda Paes Leme, Charlinho (personagem lendário do grupo de humor “Hermes e Renato”), Thelma Assis (a atual campeã do BBB), João Guilherme e Mc Loma revelando suas Méquizices.

.


*Por Rafael Dantas, jornalista e repórter da Revista Algomais. Ele assina as colunas Gente & Negócios e Pernambuco Antigamente (rafael@algomais.com | rafaeldantas.jornalista@gmail.com)

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »