Alunos do Recife conquistaram vaga para Olimpíada Brasileira de Robótica

Alunos do Recife conquistaram vaga para Olimpíada Brasileira de Robótica

Publicado em 03/09/2019 por Revista algomais às 12:36
A etapa nacional acontece em outubro, no Rio Grande do Sul, e terá três equipes da rede pública. (Foto: Mônica Silveira)

Três escolas da rede de ensino do Recife estarão presentes na etapa nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), que acontece no Rio Grande do Sul, no mês de outubro. A etapa estadual foi classificatória e aconteceu no domingo (01/09). Os alunos do Recife venceram os primeiros lugares do níveis 1 e 2 da competição. Eles concorreram com estudantes das redes federal, estadual, municipais e privadas de ensino em Pernambuco. No total, foram 52 equipes disputando a classificação. O evento aconteceu na Escola Técnica Estadual (ETE) Jurandir Bezerra Lins.

A Olimpíada foi realizada pelo modelo da categoria Resgate, proposto pela OBR. Durante a disputa, os robôs programados pelos estudantes do nível 1 (11-14 anos) precisaram resgatar uma “vítima”, representada por uma bolinha, para a área de salvamento. Além da programação do resgate, os alunos do nível 2 (14-19 anos) suspenderam a “vítima” (representada pela bola) e a colocaram em uma área segura.

Os desafios do nível 1 foram vencidos pelas equipes das escolas municipais de Tempo Integral Pedro Augusto (equipe The Monsters) e Padre Antônio Henrique (equipe DMC Evolution), conquistando os dois primeiros lugares respectivamente. Os desafios do nível 2 foram vencidos pelas equipes da Unidade de Tecnologia e Cidadania do Cordeiro.O primeiro lugar ficou com a equipe Legião Robot e o segundo com a Fire Robot. No entanto, a regra de classificação não aceita duas equipes da mesma escola. Sendo assim, o terceiro lugar ficou com a equipe Gadeget 727 (Sesi Goiana).

“Existe a possibilidade desses jovens que estão competindo hoje, virarem professores, técnicos, ou ainda entrarem em alguma empresa e fazer com que outros jovens tenham a oportunidade de competir também no futuro”, avaliou o diretor executivo de Tecnologia na Educação, Francisco Luiz dos Santos. “A nossa etapa regional foi muito importante para que a gente pudesse incentivar ainda mais os nossos estudantes. O objetivo do evento é criar soluções inovadoras para problemas cotidianos com o uso dos robôs”, pontuou Priscila Dutra, coordenadora da equipe de robótica do programa “Robótica na Escola”.

O juiz da competição, Pedro Jorge, afirmou que o grande desafio agora é levar a competição e o estudo da robótica para mais pessoas. “Temos agora o desafio de levar a robótica pro interior para permitir que uma maior quantidade de pessoas tenham acesso a competição”.

O dia ainda contou com premiações extras para cada nível, nas categorias: Robustez, Design, Inovação, Dedicação, Programação, Maker, Melhor equipe de escola pública e Melhor equipe de escola privada. As três equipes participantes do Nível 0 (9-11 anos) tiveram uma premiação honrosa de participação, sem classificação para a etapa nacional, por ser uma categoria apenas estadual e de incentivo para futuros competidores.

A Olimpíada Brasileira de Robótica deste ano contou com 5 regionais classificatórias para a estadual, contando com 373 equipes inscritas no estado de Pernambuco, com 230 equipes que estiveram presentes nas 5 regionais e 52 equipes classificadas na OBR estadual, sendo 3 do nível 0, 22 do nível 1 e 27 do nível 2.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »