Trabalhar faz bem para o idoso?

Trabalhar faz bem para o idoso?

Publicado em 01/05/2019 por Revista algomais às 5:18
Questionamento surge com o aumento da população idosa no mercado de trabalho

As pessoas estão vivendo mais e trabalhando mais. É cada vez mais comum ver idosos trabalhando. O envelhecimento da população brasileira e a mudança no comportamento dos idosos impactam diretamente no mercado de trabalho e a vida dessas pessoas. Para a saúde dessas pessoas, continuar trabalhando após os 60 anos é uma oportunidade de permanecer ativo em uma fase da vida em que eles tendem a ser vistos como incapazes.

“Além de manter o idoso inserido na sociedade, ao permanecer trabalhando, diminuem as chances de depressão, problema cada vez mais comum em pessoas que interrompem as atividades ao se aposentarem, bem como contribui para manter o equilíbrio mental, diminuindo chance de transtornos degenerativos”, comenta o presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e geriatra no Hospital Jayme da Fonte, Marcelo Cabral, que alerta sobre a necessidade de resguardar os cuidados pertinentes a idade.

O percentual de pessoas acima de 60 anos trabalhando tem aumentado, passando de 6,3% em 2012 para 7,8% em 2018, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Ainda de acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), a questão financeira é a justificativa de 47% dos idosos para permanecer no mercado de trabalho, no entanto, 48% trabalham porque desejam se sentir produtivos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »