PCR lança animação produzida por aluno da Educação Especial na 12ª Bienal do Livro

PCR lança animação produzida por aluno da Educação Especial na 12ª Bienal do Livro

Publicado em 09/10/2019 por Revista algomais às 14:29
Curta metragem foi criado e dirigido por estudante da rede municipal de ensino que tem paralisia cerebral. Alisson venceu desafios, já publicou livro e participou de Torneio de Robótica como programador. (Foto: Divulgação/PCR)

Alisson Gabriel dos Santos Silva é estudante da rede de ensino do Recife, tem 13 anos, um livro publicado, um curta metragem de animação produzido, participa do programa de Robótica na Escola como programador, disputou o Torneio de Robótica deste ano e tem um mundo de ideias para colocar em prática. O estudante tem paralisia cerebral, mas os professores são unânimes em destacar que o cérebro dele não para e que a cada momento ele está criando novas projetos para realizar.

O trabalho de Alisson será apresentado nesta terça-feira (08), às 10h40, no estande da Secretaria de Educação do Recife, na 12ª Bienal Internacional do Livro de Pernambuco. Na ocasião, acontecerá a estreia da animação “Ben, o super cão mutante”, que tem três minutos e é baseada no livro de mesmo nome lançado no ano passado. O livro foi feito quando Alisson estudava na Escola Municipal Severina Lira, na Tamarineira, no 5º ano. Na história, o personagem encontra um osso e transforma-se em um cão com super poderes, entre eles ficar invisível e ajudar as pessoas.

A história saiu do papel e foi para a tela, desta vez com Alisson no 6º ano da Escola Municipal Professora Almerinda Umbelino de Barros, no Vasco da Gama. A professora Silvana Cristina Ratis, do Atendimento Educacional Especializado, disse que todas as ideias foram do aluno: direção, cenário de material reciclado, escolha do professor que interpretará os personagens e a trilha sonora.

“Ele queria a música de Batman, mas disse que não poderia usar porque seria plágio. Então, ele fez um som com a garrafinha de água e eu repassei para o maestro da nossa banda. Alisson ficou muito emocionado quando ouviu a música final”, explicou a professora, acrescentando que o aluno quer fazer mais cinco livros como continuidade da história, e criar jogos que ajudem outras pessoas com paralisia. “Alisson tem muitas ideias e é muito dinâmico. Quando ele me diz ‘quero falar com você’ já sei que surgiu uma ideia nova. Mas eu digo a ele que é preciso concluir as etapas”.

Na avaliação de Priscila Dutra, responsável pela implementação do Clube de Robótica na EM Almerinda Umbelino, a parceria com os demais alunos foi fundamental no processo de aprendizagem. “Alisson faz a programação dos robôs e os meninos explicam o porquê da montagem e escolha das peças. Essa parceria e cuidado entre eles foi muito importante. Alisson é muito desenvolto, se alguém não entende o que ele fala, rapidamente ele substitui as palavras. A mente dele não pára, esse menino vai longe”, disse Priscila. Dentro desta perspectiva de acolhimento, a estréia do curta metragem será prestigiada pelos colegas da sala de aula.

Durante todo o dia, o estande da Secretaria terá contação de histórias com lançamento de livros produzidos pela rede de ensino, e a exposição do catálogo de aplicativos assistivos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »