Síntese do novo som de Pernambuco

Síntese do novo som de Pernambuco

Publicado em 31/01/2019 por Revista algomais às 12:03

Um verdadeiro símbolo de resistência e fomento da cultura pernambucana, a tradicional loja de CDs e LPs Passa Disco completou 15 anos no mês de novembro. E para contemplar a data comemorativa, o proprietário Fábio Cabral de Mello lançou pelo selo da casa o CD Arrisque! – uma coletânea que reúne 18 artistas pernambucanos que surgiram após a inauguração da loja.

A iniciativa de produzir o CD Arrisque! surgiu, segundo Fábio, como uma forma de agradecimento por mostrar que a música do Estado continua viva. “A nossa intenção vai além do interesse da loja. Queremos acordar o povo e a mídia. Hoje está tudo muito difícil para os estabelecimentos que atuam na área cultural, mas nós somos a resistência”, posiciona-se. Discurso corroborado pela cantora e intérprete Isadora Melo. “Essa é a essência da Passa Disco. Ela é um símbolo maior da resistência, que se importa com a qualidade e a produção dos trabalhos”.

Já para a cantora e compositora Flaira Ferro, o projeto é uma forma de documentar o momento atual da música do estado. “Fazer um registro dessa época, em que as canções pernambucanas trazem um mapeamento das mais diversas linguagens que são usadas atualmente, é algo extraordinário”, declarou a artista, que logo de cara aceitou participar do álbum. “Eu fico bastante feliz em poder fazer parte, pois é uma forma de reconhecimento do que eu tenho feito. Sem dúvida, é uma vitrine para poder levar meu trabalho para um público mais pulverizado”.

A música escolhida pela cantora para fazer parte do repertório foi lançada há dez meses e conta com mais de 260 mil visualizações no Youtube. Coisa mais bonita repercutiu dentre os principais veículos do Estado e até mesmo chegou a ser censurada pela plataforma de compartilhamento de vídeos por abordar o gozo feminino. “Eu queria trazer para o projeto o meu trabalho mais atual, que tivesse a cara do que eu estou fazendo nos dias de hoje. Levantar o tema da sexualidade feminina e do orgasmo significa o conhecimento do próprio corpo da mulher e de sua autoestima”, revela Flaira.

A cantora Isadora Melo escolheu a obra Vestuário, composta por Juliano de Holanda. “Essa música é uma ótima representação do meu disco, que traz essa ideia de vestir-se das canções. A gente prezou por um som mais limpo, pouco percussivo e o disco não tem muitas camadas de som”, resume Isadora, que não conteve a felicidade. “É quase que um prêmio estar na coletânea da Passa Disco. É uma grande alegria ser escolhida e de estar ao lado de tantas pessoas que eu admiro. São todos grandes amigos, que com muito talento seguem resistindo”, disse a intérprete.

Além de Flaira e Isadora, o projeto Arrisque! também conta com a participação de Aninha Martins, Almério, Projeto Sal, Barro, Lara Klaus & André Macambira, Zé Manoel, Amaro Freitas, Marsa, Romero Ferro, Torre, Sofia Freire, Tonfil, Tibério Azul, Bruno Souto, Kalouv e Júlio Ferraz. Responsável por juntar esse time recheado de craques, Fábio tinha como objetivo mostrar ao público as diversas variações de estilos dos artistas pernambucanos.

“No projeto podemos ouvir a poesia mais voltada para a cultura popular, até pianistas altamente talentosos, como Sofia, Amaro e Zé Manoel. Além, claro, das bandas de pop rock e das belíssimas vozes que nos encantam”, disse o lojista e agitador cultural, após revelar que enumerou mais de 40 nomes para participar da coletânea. “Infelizmente não podemos contemplar toda a cena. Muita gente boa ficou de fora. Mas seria inviável financeiramente chamar todos eles”, lamenta.

Ao lembrar dos ritmos musicais já realizados no Estado, como o maracatu, baião, frevo e os movimentos Armorial e Manguebeat, que despontou na cena underground dos anos 90, Fábio destaca a importância desta nova geração. “Eles são imprescindíveis. É uma ótima forma de mostrar o que há de bom por aqui e que Pernambuco sempre está bem representado em questão de qualidade musical”, pontuou.

O título do projeto é originário da música O filósofo no trapézio, dos compositores Geraldo Maia e Marcelo Pereira, que no álbum será interpretada por Aninha Martins. Em conversa com o seu filho Jáder, que também faz parte do CD, com a banda Projeto Sal, Fábio teve a ideia do título. “A gente estava tomando uma cerveja e conversa vai conversa vem, escolhemos a música que abre o disco. Eu acabei me confundindo e cantando a música errado. Ao invés de falar ‘aposte’, eu disse ‘arrisque’”. Apenas no outro dia o erro foi notado. “Estava escutando a música novamente e percebi que estava errado, mas era tarde demais. Já havíamos gostado”, conta o produtor.

Esta é a oitava coletânea produzida pelo selo Passa Disco, que também conta com três volumes de Pernambuco Cantando para o Mundo, dois de Pernambuco Frevando para o Mundo e outros dois de Pernambuco Forrozando para o Mundo.

Para acompanhar o conceito do disco que traz a nova cena musical pernambucana, Fábio convidou o artista visual João Lin para ilustrar a capa. “As artes foram feitas a caneta e só depois digitalizadas e coloridas. Demos total liberdade para ele criar”, garante o produtor. Durante o lançamento do CD houve uma exposição das ilustrações originais que estavam à venda.

Serviço
CD Arrisque! A venda na loja Passa Disco, Rua da Hora, Nº 45, Espinheiro. Horário: Segunda à sexta / 10h às 19h – Sábado / 10h às 18h. Telefone: (81) 3268-0888. Preço: R$ 19,90.

*Por Marcelo Bandeira

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »