17ª Semana de Museus entra em cartaz

17ª Semana de Museus entra em cartaz

Publicado em 13/05/2019 por Claudia Santos às 6:30
Foto: Divulgação/Andrea Rebo Barros

De hoje a 19 de maio, lugar de brasileiro é no museu. Provocando a sociedade a mobilizar-se para garantir futuro à cultura e suas tradições e instituições, a 17ª Semana de Museus entra em cartaz nas cinco regiões do País, com o tema Museus como Núcleos Culturais: o Futuro das Tradições. Ao todo, 1.114 instituições culturais participam da programação, que é iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram.

O Nordeste é a segunda Região do País com mais museus mobilizados para a Semana, que já soma 3.222 eventos cadastrados em sua programação. Participarão este ano 499 equipamentos do Sudeste, 264 do Nordeste, 238 da região Sul, 65 do Centro-Oeste e 48 da Região Norte, somando 3.222 eventos cadastrados na programação.
Entre os equipamentos geridos pela Prefeitura do Recife, terão programação especial alusiva à Semana:

Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM)

Dedicado à produção de arte contemporânea, o equipamento preparou uma programação especial para a semana comemorativa, além da exposição que está atualmente em cartaz, a terceira consecutiva assinada por uma mulher. Celebrando a relação entre territórios e os sujeitos que se percebem em trânsito, a artista mineira Juliana Gontijo faz sua estreia no Recife com a exposição “O tempo é implacável”, que fica em cartaz até o dia 16 de junho, com visitação gratuita, apresentando impressões e reflexões geográficas motivadas pelo poema O Rio, de João Cabral de Melo Neto.

Durante a Semana de Museus, o MAMAM oferecerá sete atividades.

Dia 14/05, às 14h
– Encontro de saberes medicinais populares ou troca de saberes sobre medicina ancestral
Encontro para troca de saberes medicinais ancestrais, onde serão apresentadas ervas, cascas e raízes de uso na medicina popular, com fundamento em conhecimentos ancestrais, principalmente indígenas e africanos. O encontro tratará de locais de origem das plantas, suas características e formas de uso; além de abordar temas relacionados à ginecologia natural e parteria, num momento voltado para mulheres.
Gratuito e aberto ao público

Dia 15/05, às 15h
– Apresentações de performances que discutem sobre identidade indígena com o Educativo MAMAM + bate-papo
Gratuito e aberto ao público

Dia 16/05, às 14h
– Oficina de Boneca Abayomi, feituras e releituras + Roda de conversa afetiva e narrativas de resistência da mulher negra, com Cris Nascimento
Símbolo de resistência, as bonecas conhecidas como Abayomi, cujo significado é ‘Encontro precioso’, em Iorubá, evidenciam memória e identidade popular do povo brasileiro, valorizando a diversidade cultural que reinam em terras brasileiras.
Público-alvo: A partir dos 15 anos
Inscrições gratuitas: educmamam@gmail.com

Dia 17/05, às 14h
– Oficina Corpo Pernambucano
A oficina busca explorar os movimentos corporais adentrando na pintura, na história e na dança, vivenciando os ritmos pernambucanos, construindo uma interação entre dança e produção plástica.
Público-alvo: A partir dos 15 anos
Inscrições gratuitas: educmamam@gmail.com

Dia 18/05
– Roda de capoeira, às 13h (gratuita e aberto ao público)
– Oficina Turbante-se: amarrações de turbantes e estamparia artesanal, às 14h
Com o intuito de disseminar um pouco da cultura e arte afro-brasileira, a oficina resgatará a ancestralidade e criatividade, através da produção de turbantes estampados.
Público-alvo: Mulheres negras de 15 a 30 anos.
Inscrições gratuitas: educmamam@gmail.com
– Cine debate com a exibição de Baile Perfumado + bate-papo, às 16h (gratuita e aberto ao público)

Um dos mais representativos museus de arte contemporânea do Nordeste, o MAMAM fica na Rua da Aurora, 265, na Boa Vista. Abre de segunda a sexta, das 10h às 18h, e sábados e domingos, das 13 às 17h.

Paço do Frevo
Espaço de salvaguarda e valorização do frevo, tradição genuinamente recifense reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, o equipamento celebra a data com conversas, oficinas e vivências.

Dia 14/05
– Oficina Luz, Sombra e Movimento – Abertura do programa InterAções ano II, às 14h
Nesta oficina os movimentos dos passistas se transformam em impressões a partir da fotografia. Programação gratuita e aberta ao público
– Vivência Caia do Passo
Ao som da Orquestra Acadêmica do Paço do Frevo, participantes são convidados a experimentar o rico acervo de passos do frevo. Às 9h30, 10h30, 11h30, 14h30, 15h30 e 16h30

Dia 15/05
– Observatório do Frevo
Tema: “Memória e salvaguarda do frevo em museus e núcleos culturais”, às 15h
Participante: Hugo Menezes (Professor do Departamento de Antropologia e Museologia da UFPE); Álvaro Melo (Presidente do Clube das Pás); Jairo Cabral (ex-diretor do Ceroula de Olinda). Programação gratuita e aberta ao público

Dia 16/05
– Faça sua Troça
Oficina de construção de estandartes

Dia 17/05
– Pequenos Bonecos Gigantes
Oficina de construção de bonecos gigantes para crianças

Dias 18 e 19/05
– Cine-Paço, às 14h30 e 16h30
Exibição do Documentário “Frevo, Memória e Patrimônio”

Dias 14 a 19/05
– Tem Gogó?
Karaokê com letras dos frevos e espaço para letras improvisadas
– Histórias de Calungas, às 14h e 16h
Mediação teatralizada com fantoches na Linha do Tempo, direcionada para o público infantil
– Acorda Povo!, às 15h e 17h
Contação de Histórias dos Mestres e Mestras do Frevo, com distribuição da coleção Mestres e Mestras do Frevo para os par

O Paço do Frevo fica na Praça do Arsenal da Marinha, s/n, Bairro do Recife. Funciona de 9h a 16h30 de terça a sexta e de 14h a 18h aos sábados e domingos.

Museu da Cidade
No equipamento que faz parte do Conjunto de Fortificações do Brasil, integrante da Lista Indicativa brasileira do Patrimônio Mundial da Unesco, a programação preparada para a Semana de Museus contempla toda a família.

Para estudantes: Da terça (14) até a sexta (17), estudantes de escolas públicas e particulares que visitarem o museu poderão participar a atividade lúdico pedagógica “Tradicionar: imagem e tradição”. A atividade, desenvolvida pelo educativo do Museu, visa estimular a imaginação dos visitantes através de mímicas e desenhos sobre a história e as tradições que perpetuam na memória do Forte das Cinco Pontas.

Para o público em geral: Uma oficina gratuita para toda a família será oferecida a partir das 15h do sábado, 18 de maio, quando se comemora o Dia Internacional de Museus. Podem participar da oficina “ForteBrincar” crianças acompanhadas dos seus responsáveis, sem a necessidade de inscrição antecipada. Basta chegar cerca de 30 minutos antes para receber o material. Durante a atividade, de forma lúdica e divertida, a garotada conhece a história, a importância e as curiosidades do Forte Frederick Hendrick, mais conhecido como Forte das Cinco Pontas, onde está instalado o Museu. Em seguida, os pequenos serão convidados a construir o seu próprio forte, usando papelão, papel colorido e tinta guache. A atividade será ministrada pelo historiador e arte-educador Sandro Vasconcelos, Henrique Costa e Jordhy Kiarelly.

No Museu, localizado no Forte das Cinco Pontas, no Bairro de São José, estará em cartaz também a exposição “Cinco Pontas”, reunindo achados arqueológicos, pinturas e documentos que mostram a importância da fortificação em diversos momentos históricos da capital pernambucana. Em quase 400 anos de existência, o local já foi base para navegadores, depósito, prisão e quartel militar. Informações: (81) 3355-9540. Saiba mais: www.museudacidadedorecife.org
O Museu da Cidade funciona de 9h a 17h, de terça a domingo. O acesso é gratuito.

Casa do Carnaval e Museu de Arte Popular
Em comemoração à 17ª Semana Nacional de Museus, o Centro de Formação, Pesquisa e Memoria Cultural – Casa do Carnaval, em parceria com o Museu de Arte Popular do Recife (MAP) promovem gratuitamente nos dias 16 (quinta) e 17 (sexta), das 13h30 às 17h, na Casa do Carnaval, uma oficina de introdução à prática de conservação preventiva em acervos museológicos. Serão disponibilizadas 15 vagas para estudantes universitários e equipes de museus. A seleção de participação será por ordem de inscrição.

As aulas serão ministradas pelo doutor em Museologia e Patrimônio e professor do curso de Bacharelado em Museologia Bruno Araújo e pela coordenadora do Projeto de Catalogação do Acervo do Museu Murillo La Greca, museóloga e gestora do MAP, Deborah Siqueira.

Os interessados podem se inscrever pela internet no link: https://docs.google.com/forms/d/17pTB5jyvXFwtiV_842S3WxzS_go0c1du_Z5BaHioYkk/edit.

Os dois equipamentos ficam no Pátio de São Pedro. Informações: 98761-3351 ou pelo e-mail casadocarnavalrecife@gmail.com.

Murillo La Greca

Entre as atividades que serão oferecidas no museu, destaca-se o laboratório de restauro simbólico, a ser realizado no dia 17, nos dois expedientes, ministrado por educadores do museu, mesclando referências da área de restauração e noções de patrimônio com a possibilidade de uma vivência e de criação artística relacionada à memória e invenção.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail educativomml@gmail.com. Os candidatos precisam dizer nome, idade e endereço. Informações: 3355-3129.
Durante a Semana de Museus, estará em cartaz no equipamento a exposição “Risco! Atelier Aberto: A Eduardo Souza (in memorian)”, que investiga o corpo como um estado de conhecimento, imaginação, sensorialidade e pensamento crítico-reflexivo. A exposição reúne trabalhos de diversos artistas, concebidos a partir de diversas linguagens, tendo o corpo como ponto de partida, objeto de estudo e até como plataforma artística.

O Museu Murillo La Greca fica na rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366, Parnamirim. Abre de terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h, e, no sábado, das 15h às 18h.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »