Pesquisa eleitoral aponta disputa acirrada no Recife

Pesquisa eleitoral aponta disputa acirrada no Recife

Publicado em 09/12/2019 por Revista algomais às 13:36

O Instituto de Pesquisas e Estratégia (IPE) divulgou neste final de semana o primeiro cenário para a corrida eleitoral pela Prefeitura do Recife para 2020. A deputada federal Marília Arraes (PT) lidera em todos os cenários, mas com margem apertada sobre o deputado federal João Campos (PSB) e o ex-ministro e ex-governador Mendonça Filho (DEM). A diferença entre os candidatos está dentro da margem de erro do estudo.

Nenhum dos três candidatos conseguiu atingir os 20% dos votos. No primeiro cenário traçado pelo instituto, que considera um campo mais amplo de candidatos, Marília liderou com 17%. João Campos marcou 16% e Mendonça Filho pontou com 15%. Forma ainda mencionados neste primeiro levantamento Daniel Coelho, do Cidadania (10%), Túlio Gadelha, do PDT (9%), Felipe Carreras, do PSB (3%) e André de Paula, do PSD (1%).

Cenário 1
Marília Arraes (PT) 17%
João Campos (PSB) 16%
Mendonça Filho (DEM) 15%
Daniel Coelho (CID) 10%
Túlio Gadêlha (PDT) 9%
Felipe Carreras (PSB) 3%
André de Paula (PSD) 1%
Brancos, nulos e indecisos 29%

No segundo cenário, sem mencionar Felipe Carreras, Túlio Gadêlha e André de Paula,  a deputada Marília Arraes apareceu com 19%, sendo seguida por João Campos (18%), Mendonça Filho (17%) e Daniel Coelho 11%.

Cenário 2
Marília Arraes (PT) 19%
João Campos (PSB) 18%
Mendonça Filho (DEM) 17%
Daniel Coelho (CID) 11%
Brancos, nulos e indecisos 35%

Apesar das margens apertadas, a petista também venceria no segundo turno, segundo o levantamento do IPE, conforme o quadro abaixo.

Segundo Turno
Marília Arraes x João Campos
Marília Arraes (PT) 49%
João Campos (PSB) 31%

Marília Arraes x João Campos
Marília Arraes (PT) 45%
João Campos (PSB) 32%

João Campos x Mendonça Filho
João Campos (PSB) 40%
Mendonça Filho (DEM) 31%

Marília Arraes x Daniel Coelho
Marília Arraes (PT) 49%
Daniel Coelho (CID) 28%

A pesquisa foi realizada entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, com 1,5 mil entrevistados.  A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »