Plataforma reúne soluções de combate à pandemia

Plataforma reúne soluções de combate à pandemia

Publicado em 14/05/2020 por Algomais às 10:50

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Laboratório de Inovação Tecnológica e de Negócios do MPPE (MPLabs), o Porto Digital e a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) desenvolveram a plataforma Estamos Conectados. Ela reúne um grupo de soluções que foram desenvolvidas para promover estratégias de cuidado com a saúde da população, protegendo pessoas do novo coronavírus (Covid-19). Para conhecer todas as soluções, basta acessar o endereço: www.estamosconectados.org.br.

A plataforma atua em diferentes frentes, apresentando aplicações que podem ser utilizadas em diversas plataformas (ex. celular) , atuando em quatro áreas diferentes: Apoio aos Idoso, Prevenção & Distanciamento, Profissionais de Saúde e Monitoramento. Além dos atores públicos já citados, articipam também da rede de colaboração as startups:MambaLabs, Bento Tecnologia, inLoco, Alis, Bioptamers/USP, Medvelox, EHealth-Potiguar, Cells Digital.

Conectando todas as soluções da plataforma, foi desenvolvido um barramento de serviços de tecnologia denominado ProXper da empresa Alis, que integra todas as soluções. Por meio desse novo sistema, as rotinas e ações da Secretaria de Saúde do Estado estão sendo automatizadas. Assim, relatórios de monitoramento, transparência e epidemiológicos serão disponibilizados de forma muito mais célere e com menos esforço da equipe para a sociedade pernambucana.

Além disso, a rede de colaboração Estamos Conectados  disponibilizará no portal um Acordo de Cooperação Técnica para que outras soluções tecnológicas possam fazer parte da plataforma e que também outros estados possam levar aos seus territórios as soluções desenvolvidas em Pernambuco. “Esse acordo tem o objetivo de que seja possível disponibilizar de forma aberta outras soluções para a prevenção e o controle à pandemia, assegurando a validação, a evolução e a adoção outros estados brasileiros e outras organizações, considerando o potencial de auxiliar o combate à pandemia, de forma célere, eficaz e emergencial”, disse o secretário de Tecnologia e Inovação do MPPE, Antônio Rolemberg. Assim, essa rede de colaboração é dinâmica, com a possibilidade de inserção de novos parceiros e novas soluções na Plataforma.

“A tecnologia é nossa grande aliada no combate à propagação do novo coronavírus. Com essas soluções vamos atuar em diversos campos como a identificação de pessoas que podem ter entrado em contato com uma pessoa infectada, o acompanhamento das pessoas que estão nos grupos de risco, o acompanhamento do isolamento social necessário para evitar o contágio, a realização de testes e mesmo o apoio técnico e suporte aos agentes de saúde”, disse o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros.

No apoio aos idosos, o cidadão pode ter acesso ao Anjo Amigo, que é uma rede social colaborativa de apoio a pessoas em isolamento devido à pandemia, com foco principal no grupo de pessoas com mais de 60 anos de idade. Por meio da rede social é possível estabelecer a conexão entre os participantes para realização de atividades. Além de reunir pessoas que possam ajudar outras, a rede contempla o monitoramento das condições de saúde física e mental de idosos; informação, aconselhamento e serviços de telemedicina e telessaúde; e encaminhamento para unidades de tratamento, quando necessário. Acesse o endereço: anjoamigo.com.

Na área de Prevenção & Distanciamento duas soluções se
destacam, que é o Dycovid e o Xô Corona. A primeira realiza o contact tracing de forma dinâmica e anônima a partir de um aplicativo instalado no celular dos cidadãos. Com isso, é possível identificar o fluxo de contaminação do Covid-19, mapeando, de forma
automatizada como o vírus está passando de uma pessoa para outra. Já o Xô Corona ele procura incentivar e promover o isolamento social voluntário empregando ferramentas de economia comportamental, linguagem visual e princípios de gamificação, visando reduzir
a velocidade de propagação do Covid-19. O aplicativo promove a permanência em casa e ao mesmo tempo busca a adesão de outros usuários. Ambos estão acessíveis nas lojas autorizadas para os aparelhos Android. O Dycovid já pode ser baixado na Apple Store também.
O Xô Corona será disponível em breve..

“O ecossistema de inovação do Porto Digital tem um papel muito importante nesse enfrentamento à Covid-19, com a colaboração de startups, empresas, pesquisadores e entidades para pensar e criar soluções para passarmos por esse momento. Conseguimos em tempo recorde desenvolver uma verdadeira plataforma com diversas soluções capazes de apoiar o cidadão no combate ao novo coronavírus”, disse o presidente do Porto Digital, Pierre Lucena.

Para apoiar os profissionais de saúde foram desenvolvidos o Covid-19 Assist e o Medvelox. O primeiro consiste em um aplicativo que garante o monitoramento diário da saúde dos profissionais envolvidos na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Com o APP é possível se atualizar sobre os protocolos de saúde divulgados, informar sobre a correta utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e acessar dados referentes à saúde dos profissionais da área, visando garantir melhores condições de trabalho. O Medvelox é um sistema de comunicação móvel desenvolvido para o acompanhamento remoto da evolução clínica de pacientes pelas equipes de profissionais de saúde. Ele funciona como uma espécie de aplicativo de mensagens instantâneas. Ainda é possível anexar exames dos pacientes, visualizar gráficos de evolução do quadro clínico, dentre outras ações. É possível ter acesso ao Medvelox por meio das lojas autorizadas Google Play e Apple Store. Já o Covid-19 Assist pode ser acessado por meio do site https://app.assistcovid.com/login.

“Como ainda não há no mundo uma vacina que permita imunizar a população, o isolamento social, o cuidado com o grupo de risco, o monitoramento da população e das pessoas doentes são as principais saídas para barrar a disseminação do novo coronavírus. Essas ferramentas são grandes aliadas do cidadão, dos médicos e profissionais de saúde e também das autoridades. Com elas foi possível colocar a tecnologia à serviço do bem estar da sociedade”, disse o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

Na área de Monitoramento foi desenvolvida pela inLoco o Painel de Isolamento Social que, por meio da tecnologia de geolocalização foram construídas métricas para acompanhar o grau de isolamento social em regiões geográficas a partir do fluxo de mobilidade desses locais. Também são geradas informações sobre o número de visitas de pessoas em locais de grande circulação como shoppings, parques e terminais de ônibus. O acompanhamento desta iniciativa é imprescindível para avaliar o nível de engajamento da população e ajudar o poder público a identificar áreas de maior risco de disseminação da doença.

CONTEXTO –
O Desafio Covid-19 é uma iniciativa do MPPE, por meio do MPLabs, com o Porto Digital e em parceria com a SES-PE. A ação faz uso da inovação aberta e busca minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O impacto desejado é o de diminuir a velocidade do contágio possibilitando que o número de infectados graves com necessidades de internação esteja dentro da capacidade operacional do sistema de saúde.

“Fizemos um esforço conjunto com outros entes públicos, expandindo a atuação do Ministério Público, indo além das demandas judiciais e extrajudiciais da pandemia, que são essenciais, e desenvolvendo ações que estão ajudando o cidadão em seu dia a dia. Recebemos contribuição de diversas iniciativas de todo o País, essas soluções tem um grande impacto no processo de contágio e de monitoramento. Queremos, podemos e vamos virar o jogo nesse processo de contaminação”, disse o secretário de Tecnologia e Inovação do MPPE, Antônio Rolemberg.

Durante a realização do desafio foram submetidas 543 ideias, com a seleção inicial de 71 soluções e aprovação de 8 delas. As submissões foram realizadas por profissionais de todo o País, sendo 321 de Pernambuco, 29 da Paraíba e 28 de São Paulo, para citar os três principais.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »