Seu Porquin faz sucesso em Gravatá e vai abrir unidade no Recife

Seu Porquin faz sucesso em Gravatá e vai abrir unidade no Recife

Publicado em 27/09/2019 por Revista algomais às 15:34
O leitão é servido tão tenro que é cortado com um prato. A casa oferece também sanduíches como o de pernil.

Há 20 anos, o irmão da publicitária Marta Lima, Sérgio Lima, começou a criar em sua fazenda, em Petrolina, duas fêmeas e um macho de um tipo de porco preto que não vivia em cativeiro, mas solto nas serras, nos confins do Sertão pernambucano. Desde então, os animais são alimentados por algaroba e resíduos de frutas, como a carne de coco ou as cascas de uvas. O plantel, que chegou a dois mil porcos, deu origem a um restaurante orgânico e gourmet em Gravatá, o Seu Porquin.

Inspirado no restaurante José Maria e no seu tradicional cochinillo (leitão) de Segóvia, da Espanha, a casa além de oferecer uma experiência diferenciada aos paladares pernambucanos, começa a atrair turistas amantes da gastronomia. Uma novidade anunciada pela empresária é que ainda neste ano o restaurante vai abrir uma nova unidade na Zona Norte do Recife.
“São animais orgânicos, felizes, criados soltos. Antes, usávamos esse plantel apenas para cozinhar para amigos. Fomos pesquisando receitas de preparo para uso doméstico. Então tivemos a ideia de montar em Gravatá um restaurante no modelo do porquinho de Segóvia, na Espanha”, conta a publicitária. Dessas pesquisas gastronômicas e da criatividade dos sócios surgiram o restaurante e o cardápio.

Uma curiosidade é que os sócios descobriram, por meio de teste de DNA, que o porco preto do seu plantel tem um parentesco próximo com os animais, que são servidos em Portugal e na Espanha. “O que se imagina é que os portugueses, quando vieram para Pernambuco, trouxeram esses animais, que se reproduziram na natureza. Eles têm semelhança genética com o ibérico, mas, ao longo dos anos, já desenvolveram uma raça local”, explica Marta.

O prato principal, o cochinillo de Segóvia, segue o modelo espanhol, em que o porquinho é abatido precocemente e cortado com o prato na mesa. O tempero, porém, traz um sabor mais apreciado pelos nordestinos. E o acompanhamento, o chucrute de repolho roxo doce, é uma receita da avó de Marta Lima. Um segredo europeu apreciado pela família há gerações, que passou a ser oferecido ao público do Seu Porquin.

O toque de exclusividade e de alta gastronomia presente no cardápio do restaurante já tem atraído visitantes de Estados vizinhos. “Queremos que se transforme num programa turístico de Pernambuco, como é na Espanha. Isso, aliás, já acontece. Recebemos com frequência vans de Maceió, João Pessoa e Campina Grande. E já recebemos famílias do Ceará e Salvador, indo para Gravatá por serem apaixonadas pela carne de porco”, conta Marta Lima.

O restaurante oferece ainda como opção de prato o cordeiro lechal (cria da ovelha que se alimenta exclusivamente de leite) também orgânico e o sanduíche de pernil de porco preto. Muitas das entradas ou sobremesas do restaurante também guardam o mesmo conceito de itens especiais, com um toque artesanal. Para acompanhar os pratos exclusivos, o restaurante traz uma cartela especial de vinhos, cervejas artesanais, espumantes e os drinques, que estão em alta na gastronomia brasileira.
Com o sucesso do restaurante em Gravatá, os sócios decidiram abrir uma casa no Recife. O Seu Porquin na capital vai funcionar, a partir de novembro ou dezembro, na Rua da Hora, no Espinheiro, onde funcionava o Restaurante Villa. O espaço está sendo preparado para a nova operação. “Provavelmente teremos outras opções no cardápio e, inclusive, uma opção de prato executivo, pois a cidade pede”. Outra novidade será um café, funcionando no mesmo espaço, que trará os sanduíches de pernil, já ofertados em Gravatá.

Para aqueles que desejam fazer essa viagem gastronômica, se deliciando com a carne de porco preto orgânico (e crocante), a dica é fazer a reserva antecipadamente. Principalmente aos sábados, a casa, com capacidade de atender 60 pessoas, costuma atingir a lotação máxima.

Serviço
Seu Porquin, Rua Duarte Coelho, 81 – Prado, Gravatá. Funciona de quinta-feira a sábado das 12h às 23h, domingo: 12h às 18h. Reserva: (81) 99417-5534 ou 3533-7057

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »