“Entrenós”: série documental pernambucana retorna ao Canal Curta!
Wanderley Andrade

“Entrenós”: série documental pernambucana retorna ao Canal Curta!

Publicado em 25/10/2018 por Wanderley Andrade às 21:52

Desvendar o processo criativo de artistas brasileiros das cinco regiões do país. Essa é a proposta da série documental pernambucana Entrenós, que chega à segunda temporada no Canal Curta!. Com direção geral de Pablo Polo a série acompanha a rotina de artistas de variados segmentos, como dança, música, teatro e artes visuais. Mostrará um Brasil multicolorido, marcado pela diversidade artística.
Artistas como o maquiador gaúcho Raphael Jacques, que encarna a Drag Queen Alma Negrot. De rosto maquiado e corpo pintado com tinta acrílica fosca, caneta e colagem de papel, leva suas performances às ruas de São Paulo. Do Sudeste direto para o Nordeste conhecemos o grafiteiro e artista urbano cearense Narcélio Grud. Seus grafites coloridos e esculturas sonoras dão vida a ambientes urbanos da cidade de Fortaleza. A cada episódio, um artista de uma região diferente mostrará sua arte. Ao todo serão oito, alguns desconhecidos do grande público.

Pablo Polo divide a direção com outros dois importantes nomes do cinema pernambucano, as cineastas Tuca Siqueira (Amores de Chumbo) e Dea Ferraz (Câmara de Espelhos).

 

Raphael Jacques encarna a Drag Queen Alma Negrot.

 

Em entrevista à Revista Algomais, a produtora Mannu Costa, da Plano 9 Produções, conta detalhes do projeto.

Como surgiu e o que inspirou a ideia para o projeto?

Pablo e eu somos amigos há muitos anos e já havíamos trabalhado juntos em outros projetos de terceiros. Conversávamos sobre essa questão do processo criativo, algo que ele estava pesquisando na época, e nosso fascínio por diversas linguagens artísticas. Foi nessa linha que ele acabou chegando com a ideia inicial de filmar um documentário sobre isso. Na troca, ele como criador e eu como produtora que adora pensar formatos, suportes e mesmo a parte artística com os diretores com quem trabalho, chegamos ao formato da série.

Como foi a escolha dos artistas que foram entrevistados?

A escolha é pautada em algumas premissas: precisamos de artistas que estejam em desenvolvimento de obras, ou seja, estejam produzindo criativamente; além disso, nossa ideia era visitar os recantos do país, mostrando nossa grandeza e diversidade, as múltiplas cores, faces e desejos que pulsam criativamente nas cinco regiões do Brasil; por fim, era preciso também garantir que não houvesse limite quanto às linguagens, apostando nos diversos tipos de arte, criação, olhares, plataformas e ideologias que permeiam os artistas e suas obras; e por fim, dar vez e voz a artistas que ainda não são excessivamente conhecidos pelo público: buscamos novidades. Então, a cada temporada, buscamos através de um pesquisador ou pesquisadora que faz parte da equipe, potenciais personagens e vamos avaliando tanto o personagem em si quanto a relação que ele pode estabelecer com os demais, presentes na série.

A segunda temporada mantém a mesma pegada da primeira ou traz nova proposta?

Como inovação, tivemos a preocupação de equilibrar personagens através do gênero, da cor e do tipo de experiência, bem como o público com quem eles dialogam. Além disso, Pablo, além de dirigir episódios, assumiu o posto de diretor geral, tendo convidado mais duas diretoras para dirigir outros episódios. Isso promoveu também uma diversidade do olhar, ao passo que conseguimos manter a identidade do programa. Mudamos também toda a parte gráfica da série.

Estreia: 29 de outubro, às 18h, no Canal Curta!

Exibições: Segundas, às 18h

Site: http://www.entrenos.art.br/

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »