A quarta edição do Festival Guaiamum Treloso Rural já possui seu line up de atrações que promete agitar a noite de 9 d.."> A quarta edição do Festival Guaiamum Treloso Rural já possui seu line up de atrações que promete agitar a noite de 9 d.."> Guaiamum Treloso Rural reforça o protagonismo e diversidade da mulher na música - Algomais
Guaiamum Treloso Rural reforça o protagonismo e diversidade da mulher na música

Guaiamum Treloso Rural reforça o protagonismo e diversidade da mulher na música

Publicado em 07/02/2019 por Revista algomais às 10:37

A quarta edição do Festival Guaiamum Treloso Rural já possui seu line up de atrações que promete agitar a noite de 9 de fevereiro, na Fazenda Bem-Te-Vi, em Aldeia. E assim como nas edições anteriores, a programação será impactada pela diversidade sonora que vai do Samba ao Rap. Em meio à pluralidade de ritmos, o festival se destaca, também, pela presença e comando feminino.

As mulheres aparecem como musicistas em carreiras solo ou liderando grupos compostos, em sua maioria, por homens.

Uma delas é a capixaba Gabriela Deptulski, vocalista, guitarrista e compositora da banda My Magical Glowing Lens. Gabriela é o coração do grupo, sem ela, não existiria. A artista é a principal responsável pela criação da banda e da identidade sonora que carrega. Em 2017, ela lançou seu disco de estreia, “Cosmos”, eleito entre os melhores álbuns do ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e com destaque entre os lançamentos nacionais da revista Rolling Stone Brasil.

Quem também se destaca por chefiar um grupo composto por homens é Luísa Guedes, líder e front-girl da banda leva seu nome “Luisa e os Alquimistas”. A cantora e compositora comanda o grupo potiguar desde de 2015, que é formado por Zé Caxangá, na guitarra, Gabriel Souto nos mpc e efeitos sonoros, e Pedras, no contrabaixo. O grupo possui dois discos de estúdio, o segundo intitulado Vekanandra, passeia por estilos como o rap, tecnobrega, reggae e o pop.

O funk é outro ritmo que também marca presença no palco do festival e será representado pela carioca Carolina de Oliveira Lourenço, mais conhecida como MC Carol. Dona de uma carreira polêmica, a funkeira alcançou seu primeiro sucesso com a música “Bateu uma Onda Forte”. Em seguida, emplacou hits como “Jorginho Me Empresta a 12”, “Liga pro Samu”, “Não Foi Cabral” e “100% Feminista”, que foi gravada em parceria com a cantora Karol Conka.

Quem também sobe ao palco do Guaiamum é a carioca Ana Fainguelernt, que devido à difícil pronuncia de seu sobrenome, resolveu adotar o nome artístico de Ana Frango Elétrico. Ana é famosa por misturar música e artes visuais, assim como mostrou em “Mormaço Queima”, seu disco de curta duração, repleto de trocadilhos e piadas ácidas que caracterizam sua sonoridade.

Com sete anos de estrada e dois discos na bagagem – Carne Doce (2014) e Princesa (2016) – a banda goianiense Carne Doce, conta com os vocais de Salma Jô, para demarcar sua sonoridade em um estilo que o grupo descreve como uma mistura entre o rock e a neopsicodelia. Salma Jô é outro exemplo de mulher que lidera grupo musical composto por homens. A ideia de começar uma banda surgiu dela e do namorado, o guitarrista Macloys Aquino. Antes mesmo de o primeiro disco sair, Carne Doce ganhou formação mais encorpada. Atualmente, conta também com Anderson Maia (baixo), João Victor Santana Campos (guitarra e sintetizador) e Ricardo Machado (bateria).

Serviço: Guaiamum Treloso Rural 2019

Onde: Fazenda Bem-Te-Vi (Estrada de Aldeia, km 13, Camaragibe)

Quando: 9 de fevereiro, a partir das 14h

Quanto: R$ 140, R$ 90 (ingresso verde) e R$ 70 (meia), à venda no link: sympla.com.br/guaiamum-treloso-rural-2019__341009

Ingressos Expresso Treloso: R$20,00 (saindo do Shopping Plaza, Shopping Recife e Shopping Tacaruna) Informações: guaiamumtreloso.com

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »