Pesquisa aponta que 37% dos escritórios de advocacia não utilizam tecnologia na rotina
Rafael Dantas

Pesquisa aponta que 37% dos escritórios de advocacia não utilizam tecnologia na rotina

Publicado em 31/05/2019 por Revista algomais às 5:00
Por outro lado, 95% estão abertos às inovações e 62% já procuram serviços customizados. Renan Oliveira é Cofundador da startup Previdenciarista

A tecnologia tem se tornado cada vez mais uma ferramenta essencial para o setor jurídico, porém, no Brasil, o seu uso ainda caminha lentamente. De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), cerca de 37% dos advogados consideram que o escritório ou empresa onde trabalham não utiliza ferramentas tecnológicas para o desenvolvimento de suas atividades.

Entretanto, cerca de 95% dos escritórios de advocacia estão abertos às inovações que solucionem seus problemas e 62% já procuram serviços customizados de tecnologia. Para Renan Oliveira, especialista em Direito Previdenciário e co-fundador do Previdenciarista (https://previdenciarista.com/) – plataforma de conteúdo que auxilia o advogado previdenciário, a tecnologia se tornou item fundamental para o dia-a-dia do advogado.

“A tecnologia propõe otimizar processos e organizar a rotina dos profissionais da área jurídica por meio das lawtechs/legaltechs. Nas plataformas tecnológicas do direito, o ponto de partida é praticamente o mesmo: otimização de tarefas mecânicas, com a redução de custo e melhor aproveitamento do tempo para clientes. Quem não aproveitar estes recursos oferecidos, ficará desatualizado no mercado”, destaca Renan.

Legaltechs e lawtechs se destacam nos últimos anos
As Legaltechs e lawtechs citadas pelo especialista fornecem produtos e serviços que atendem as demandas de advogados e escritórios, utilizando inovações tecnológicas com inteligência artificial, em muitos casos. São softwares, aplicativos e plataformas que transformam a rotina de trabalho desses profissionais que agora podem gerir seus escritórios e processos, fazer consultas de matérias e até mesmo ter acesso a modelo de petições para facilitar o trabalho em ações judiciais.
Atualmente no Brasil, cerca de 100 milhões de processos estão em tramitação na justiça Brasileiro e mais de 1,1 milhão de advogados foram contabilizados pela Ordem dos Advogados do Brasil até 2018. Renan Oliveira afirma que estes números comprovam que o país tem campo para promover o desenvolvimento de tecnologia jurídica.

“A rotina do profissional do direito é dinâmica e com uma demanda altíssima de cobrança. Quanto mais organizado ele estiver, mais conseguirá entregar um bom trabalho, otimizando seu tempo em tarefas manuais e tendo oportunidade para atender mais clientes”, ressalta Renan.

Site já atendeu mais de 20 mil advogados
Especializado em atender demandas de advogados que atuam em ações relacionadas à previdência social, o Previdenciarista cresceu 90% desde a sua criação, obteve 2 milhões de visitas em 2018 e atualmente já soma quase 10 milhões de visualizações da página.

Ficou conhecida como “Netflix” do direito previdenciário por disponibilizar mais de 2 mil petições para os advogados assinantes. “O nosso objetivo é colocar à disposição do advogado, conteúdos que o mantenha atualizado e que otimizem o tempo gasto em tarefas rotineiras, como a redação de uma petição, por exemplo”, explica Renan.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »