Cuidado e atenção com o peso das crianças

Cuidado e atenção com o peso das crianças

Publicado em 03/06/2019 por Revista algomais às 14:37
Cerca de 15% das crianças e adolescentes no Brasil estão acima do peso ideal. Data alerta pais e responsáveis

Segundo dados da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, cerca de 15% das crianças no Brasil estão na faixa de sobrepeso e obesidade. No Nordeste, 28,15% das crianças entre 5 e 9 anos estão com excesso de peso. Na faixa de 10 a 19 anos, o índice é de 16,6%. A situação é preocupante em todo o mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 60 milhões de crianças podem ter sobrepeso ou obesidade até o ano de 2020. O dia 3 de junho é lembrado como Dia da Conscientização contra a Obesidade Infantil. A data é uma forma de conscientizar a população sobe o assunto.

Para saber se a criança está no peso ideal, é preciso fazer um cálculo do Índice de Massa Corpórea (IMC), com informações do peso de da altura. Com os números em mãos, o pediatra compara os dados com um gráfico. “É muito comum os pais ficaram surpresos ao olharem o gráfico. Às vezes acham que os seus filhos estão apenas um pouco acima do peso ou até um sobrepeso, porém obesidade, jamais. A prevenção com dieta adequada e atividade física é importante para que orientações e mudanças alimentares e comportamentais sejam feitas de forma mais precoce possível e dessa forma, facilitando a modificação do quadro”, informa a endocrinopediatra do Hospital Esperança Olinda, Renata Mirelli.

Nas crianças e adolescentes, a obesidade pode provocar a hipertensão, elevação do colesterol e triglicerídeos, resistência insulínica (que pode ser percebido pelo escurecimento na região cervical, axilas ou dobras) diabetes e esteatose hepática (gordura no fígado), entre outras. “Essas comorbidades devem ser investigadas, acompanhadas e tratadas o mais precocemente possível para melhorar a expectativa e a qualidade de vida futura dessas crianças”, acrescenta a médica Renata Mirelli.

Por isso, o pediatra tem papel fundamental na orientação de medidas preventivas e hábitos de vida saudáveis, além da detecção e intervenção precoce do aumento de peso. Para evitar que se chegue a essa situação ou até contorná-la é preciso que os pais sigam as orientações repassadas pelo médico pediatra, como hábitos de alimentação saudável e prática de exercícios físicos.

Os motivos que levam uma criança a engordar são os mais variados. “Nenhuma criança fica com sobrepeso ou obesidade de um dia para o outro. Tudo começa com alguns quilos a mais em relação à estatura, que é ‘deixado passar’ ou não é dado a orientação necessária. Até que se deparamos com uma situação com sobrepeso ou obesidade”, explica a endocrinopediatra Renata Mirelli. A obesidade também está ligada a doenças como hipertensão arterial, aterosclerose coronariana, acidente vascular cerebral, diabetes, apneia do sono, doenças nas articulações e até câncer.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »