Maus hábitos do home office podem desencadear crises renais

Maus hábitos do home office podem desencadear crises renais

Publicado em 22/07/2020 por Algomais às 5:25

O home office sempre foi uma realidade para muitos e, embora tenha sido implementado de maneira forçada por algumas empresas devido à pandemia, tem trazido muitos benefícios em vários aspectos, mas é preciso atentar para algumas questões, sobretudo organização entre as atividades profissionais e domésticas.

Para otimizar o tempo, cada vez mais curto com tantas demandas, que inclui trabalho, filhos e afazeres domésticos, as pessoas têm investido em comidas prontas e rápidas, que podem conter excesso de sódio. E a hidratação? Estão ingerindo a quantidade de água adequada? Às vezes, o dia é tão corrido que até a vontade de urinar deixa de ser prioridade. Esse somatório de ações equivocadas pode desencadear em uma crise renal e infecções urinárias, no caso de não esvaziar a bexiga corretamente.

O urologista Dimas Antunes, especialista em litíase renal, explica que a falta de hidratação pode levar à formação das pedras nos rins, já que as pessoas transpiram e não costumam repor o líquido. “E como líquido, entendemos não só água, mas também isotônicos, água de coco, sucos cítricos, que, além de hidratar, possuem citrato, importante para evitar a formação do cálcio na urina”, explica Dimas, ressaltando que o ideal é ingerir o suficiente para urinar 30 ml por kg de peso.

O médico reforça ainda que o excesso de sódio também é agente maléfico na proliferação dos cálculos e uma alimentação balanceada é ideal durante o trabalho remoto.  Dimas esclarece  ainda que prender a urina por um longo tempo é um grande mal. “Sei que os dias estão muitos corridos com tantas demandas, mas quando a urina fica acumulada na bexiga costuma deixar uma série de resíduos, que podem causar uma infecção urinária”, argumenta. Ele diz que seguindo as orientações é possível, sim, equilibrar a vida em casa.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »