Prefeitura do Recife inicia campanha de vacinação contra o sarampo nesta segunda (7)

Prefeitura do Recife inicia campanha de vacinação contra o sarampo nesta segunda (7)

Publicado em 07/10/2019 por Revista algomais às 13:28
Na primeira etapa, público-alvo são crianças de 6 meses a 4 anos. Tríplice Viral estará disponível em 170 postos, com horário estendido em nove deles

A partir desta segunda-feira (7), a Prefeitura do Recife dará início à Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo no município. A ação acontecerá em duas etapas. Na primeira fase, o público-alvo são crianças de 6 meses a 4 anos, enquanto na segunda, o foco serão as pessoas de 20 a 29 anos. Em ambos os casos, só precisa tomar a vacina durante a campanha quem ainda não iniciou ou não completou o esquema vacinal (duas doses).

Para isso, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife disponibilizará a vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, em 170 postos da rede municipal e manterá o cronograma de horário estendido para vacinação contra sarampo em nove unidades de saúde. Desde o início de setembro, de segunda a sexta-feira, a cada dia, pelo menos duas unidades de saúde mantêm as salas de vacinação abertas das 8h às 21h, fechando uma hora para almoço.

As listas dos postos de saúde com sala de vacinação e das unidades quevacinam em horário estendido estão disponíveis no site da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br). Para agilizar o atendimento, a Sesau pede que as pessoas levem a carteira de vacinação e o cartão do SUS, se tiverem.

Na primeira fase da campanha, de 7 a 25 de outubro, com Dia D de mobilização em 19 de outubro, receberão a tríplice viral exclusivamente as crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias) que nunca tenham sido imunizadas ou não tenham comprovação de ter recebido as duas doses determinadas para essa faixa etária. A vacina dada aos bebês antes de completarem um ano de vida é considerada pelo Ministério da Saúde uma dose extra (dose zero), que não interfere no calendário de vacinação de rotina, em que a primeira dose é feita aos 12 meses e a segunda aos 15 meses.

Já a segunda fase da Campanha será realizada de 18 a 30 de novembro, com foco na aplicação da tríplice viral nos jovens de 20 a 29 anos, que não foram vacinados ou não tenham comprovação do esquema completo (duas doses de vacina na infância ou em outro momento da vida). Para este público, o Dia D acontecerá no sábado 30 de novembro.

Nos períodos de realização da campanha, as doses da tríplice viral serão direcionadas exclusivamente ao público-alvo definido pelo Ministério da Saúde. A ação é um esforço para interromper a circulação do vírus do sarampo e proteger os grupos mais acometidos pela doença. Os critérios de vacinação foram definidos conforme situação epidemiológica e taxas de coberturas vacinais.

“As crianças terão prioridade por apresentarem maior risco de complicações, como cegueira, diarreia grave, infecções no ouvido, encefalite e óbito. E os jovens adultos também estão incluídos na campanha por estarem inseridos em uma faixa etária que apresenta números expressivos de casos da doença, pois muitos só tomaram a primeira dose da vacina, o que não garante a completa imunização para quem tem até 29 anos”, explica o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia.

De acordo com o Programa de Imunização do Recife (PNI), desde julho, já foram aplicadas mais de 65 mil doses da vacina tríplice viral na capital pernambucana, sendo 40 mil só em setembro. Comparando com o trimestre anterior, quando houve aproximadamente 14 mil aplicações, a procura pela imunização contra o sarampo está quase cinco vezes maior.

Como em 2018 o Recife ultrapassou a meta de cobertura vacinal de sarampo (95% para as duas doses nas crianças que tinham 12 e 15 meses), acredita-se que boa parte das crianças que hoje estão na faixa dos 2 anos já estejam imunizadas. E a coordenadora do PNI Recife, Elizabeth Azoubel, lembra que a vacinação contra o sarampo não precisa de reforço anual. “Quem está com o esquema de vacinação completo ou teve a doença não precisa se preocupar. Nos últimos meses, vacinamos muitos adultos porque a maioria perde a carteira de vacinação e não sabe se tomou a tríplice viral. É importante guardar o cartão como se fosse um documento, pois ele é essencial para a vida inteira”, reforça.

DADOS – Nas crianças de 1 ano do Recife, a cobertura vacinal da primeira dose está em 90%, e a segunda está em 70%, este ano. O ideal é que as duas doses atinjam os 95%.

Na capital pernambucana, foram confirmados, até o momento, três casos de sarampo e outros 67 ainda estão em investigação. Além disso, não há evidência de surto em atividade com transmissão sustentada do vírus do sarampo dentro da cidade, e os casos confirmados até o momento têm relação com pessoas que contraíram a doença em viagem para outros estados. Todas as medidas de controle, como a vacinação de quem teve contato com os casos confirmados ou suspeitos (bloqueio), estão sendo tomadas pela Sesau Recife desde quando os primeiros casos foram notificados, assim como a vigilância de novos casos.

QUEM ESTÁ IMUNIZADO – São consideradas vacinadas pessoas de 1 a 29 anos com duas doses da vacina; pessoas de 30 a 49 anos com uma dose e profissionais de saúde com duas doses da tríplice viral. Quem está com as doses em dia, já teve sarampo ou tem mais de 50 anos não precisa se preocupar.

Já quem nunca teve sarampo, não está com o esquema da vacinação completo ou perdeu o cartão e não se lembra se tomou as vacinas deve procurar os postos de saúde. Quem tiver fora dos públicos prioritários da campanha terá que procurar as unidades de saúde posteriormente, já que a vacina contra o sarampo está disponível, para quem precisa, durante todo o ano.

Confira aqui os endereços dos postos com sala de vacinação

Confira aqui as unidades de saúde que vacinam em horário estendido

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »