Prefeitura do Recife inicia requalificação das calçadas de mais uma rua no centro da cidade

Prefeitura do Recife inicia requalificação das calçadas de mais uma rua no centro da cidade

Publicado em 13/06/2019 por Revista algomais às 8:00
As obras na Rua Oliveira Lima serão iniciadas nesta terça-feira (11) e terão um investimento na ordem de R$ 425 mil. (Foto: Divulgação)

Mais uma via do centro do Recife terá o passeio público recuperado, ganhará novos ares e garantirá mais acessibilidade para a população. A Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Urbanização do Recife (URB), inicia na manhã desta terça-feira (11), o requalificação das calçadas da rua Oliveira Lima, no bairro da Soledade. A iniciativa faz parte do programa Calçada Legal e vai beneficiar os 1.200 metros quadrados de passeio público da via, com um investimento na ordem de R$ 425 mil.

A rua será contemplada com pavimentação dos passeios em materiais antiderrapantes, instalação de pisos táteis, sinalizadores e direcionais. “Também investimos da implantação de rampas de acessibilidade e na preservação dos passeios históricos e paisagismo. A ideia é privilegiar os pedestres já que mais de 70% da população do Recife se locomove por meio de transporte público e a pé”, explica o presidente da URB, João Alberto Costa Faria.

Neste primeiro momento, as obras serão iniciadas com a demolição do passeio antigo e começam na altura da Igreja da Soledade. A previsão é de que os trabalhos na rua Oliveira Lima durem três meses. Até o final da obra, ficará proibido o estacionamento de veículos na via.

Calçada Legal – O projeto foi lançado em 2017 e está requalificando, atualmente, 16 passeios públicos da cidade. A iniciativa beneficiará os principais corredores viários da cidade e será executada em todas as Regiões Políticas Administrativas (RPA’s), com um investimento total de R$ 105.375.205,29.

Estão em execução os trabalhos nas ruas Barão de Souza Leão (Boa Viagem), Maria Irene (Jordão), Rui Barbosa e Amélia (Graças), João de Barros e do Príncipe (Santo Amaro), Gervásio Pires (Boa Vista), Arquiteto Luiz Nunes (Imbiribeira), Augusto Calheiros e Santos Araújo (Afogados), Avenida do Forte e Carlos Gomes (Cordeiro), Coelhos (Coelhos) e João Líra e Mário Melo (Santo Amaro) e Oliveira Lima (Soledade). Já foi concluída a Rua Carlos Chagas (Santo Amaro).

Parque da Jaqueira – Um dos destaques do projeto vai para a calçada do Parque da Jaqueira, na Rui Barbosa. Ela foi alargada, com o recuo do gradil existente e gerou mudanças em alguns trechos do Parque. Na área onde existe um espaço de ginástica, foi feito um novo desenho da plataforma, garantindo que o equipamento continue no mesmo local e com o mesmo tamanho.

Já no trecho onde está localizada a Capela Nossa Senhora da Conceição, o passeio ganhou 5 metros de largura, totalizando mais de 8 metros de calçadas acessíveis para garantir mobilidade e conforto para pedestres e usuários do parque. Outra ação importante foi a mudança na entrada e saída de carros. Com o recuo, foram feitas duas travessias elevadas de pedestres, no mesmo nível da calçada, o que possibilitou que todo o percurso seja acessível.

Rua do Príncipe – A requalificação da Rua do Príncipe, na Boa Vista, foi iniciada dentro do pacote que inclui a Avenida João de Barros e a Visconde de Suassuna, todas na região central da cidade. O investimento para execução da obra é de R$ 1.509.730,57, fruto de convênio entre a gestão municipal e o Governo Federal. A obra da Rua do Príncipe foi dividida em dois trechos. O primeiro, com projeto feito em parceria com a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), dentro do Plano Centro Cidadão, fica entre as ruas Nunes Machado e Bispo Cardoso Ayres. Entre as melhorias, o destaque é o recuo na calçada do Liceu Nóbrega, o que permitiu o alargamento de 5 metros para a implantação de uma área de estar urbana, dando apoio ao grande número de pessoas que utilizam a área e o transporte coletivo.

O trecho trabalhado em parceria com a Unicap também envolve o Consórcio Grande Recife, que substituirá o atual abrigo por dois conjuntos de paradas seletivas, permitindo uma melhor distribuição das linhas de transporte público. Além disso, toda a extensão da via teve a calçada alargada em 1,20 M para permitir o uso livre do passeio público sem a retirada das árvores de grande porte existentes. A segunda parte da intervenção segue até o cruzamento com a Rua do Hospício com o mesmo padrão de obra utilizado nas demais calçadas: inclusão de novas faixas de travessia de pedestres, paisagismo e iluminação específica para os usuários dos passeios públicos.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »