Primeiro corrimão feito de plástico reciclado é instalado em comunidade do Recife

Primeiro corrimão feito de plástico reciclado é instalado em comunidade do Recife

Publicado em 08/09/2020 por Revista algomais às 8:13
A ação é fruto da parceria entre moradores e poder público, através do Programa Recicla Mais que propõe uma nova solução para acessibilidade para os morros. Fotos: Edson Alves

Da Secretaria de Inovação Urbana da Prefeitura do Recife

Na última quinta-feira (03), ocorreu a inauguração do primeiro corrimão de plástico reciclado na Rua José de Menezes, na comunidade de Dois Unidos. O Programa Recicla Mais, realizado pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria Executiva de Inovação Urbana do Recife, em parceria com as Tintas Coral. Na ocasião, aconteceu também a segunda fase da feirinha sustentável com os moradores. O local escolhido para implantação foi a comunidade de Dois Unidos, vencedora da Gincana Julho sem Plástico que arrecadou mais de 200 Kg de plástico em 2019.

A combinação da instalação do mobiliário com a transformação no espaço público, é uma conquista da população local que se engajou, mobilizou a vizinhança e realizou a conscientização ambiental. O corrimão instalado na escadaria pretende auxiliar e promover uma solução de acessibilidade, garantindo mais segurança durante a locomoção da população do entorno.

“Esse corrimão se apresenta como uma alternativa importante para a cidade. E simboliza exatamente o que é a política pública de inovação urbana aqui no Recife. Dar solução nova para os desafios urbanos, antigos ou novos, e, sempre, com o cidadão. Um dos eixos do ReciclaMais é transformar o lixo em oportunidade, em solução para o dia a dia das pessoas. Já estávamos fazendo peças simples como saboneteira, fruteira, porta lápis e agora o desafio é fazer mobiliários urbanos para a cidade: uma lixeira, um banco ou até mesmo um corrimão como esse”, afirma, o Secretário Executivo de Inovação Urbana do Recife, Tullio Ponzi.

Todo o material arrecadado está sendo transformado em peças de utensílios domésticos, como vasos, fruteiras, saboneteiras, assim como alguns mobiliários urbanos, lixeiras e assentos. Um marco importante do programa para a cidade do Recife foi a instalação do primeiro corrimão de plástico reciclado, produzido dentro das normas de segurança da ABNT. Para desenvolver o corrimão foram utilizados 35kg de plástico tipo 2, o que corresponde a aproximadamente 267 garrafas de amaciante de 3 litros ou 1250 embalagens de xampu de 325ml.

Para a Gerente Geral de Intervenções Urbanísticas, Flaviana Gomes, o corrimão além de ser sustentável não precisa de nenhum tipo de manutenção como pintura. “O corrimão foi projetado de forma segura, de acordo com as normas de segurança. Passamos por um processo de testes para ver a estabilidade, dimensionando para ser implantado na comunidade de forma segura. Ficamos impactados com a junção do corrimão ser feito com o resíduo plástico. A reciclagem criativa impactou toda a equipe, pois além de ser sustentável ele não precisa de manutenção de pintura”, destaca.

As famílias também receberam uma pracinha de lazer e diversão para as crianças. Na área existia um terreno abandonado e um ponto crítico de lixo, mas através das intervenções com engajamento dos moradores, o local foi convertido em uma pracinha mirante, com piso e bancos para que os moradores possam sentar e desfrutar da vista e do jardim. A pedido das crianças, foi construído também um escorrego com uma caixa de areia. O brinquedo não só tem a função de proporcionar um momento de lazer para as crianças, como também, melhorar o equilíbrio; ajudar a desenvolver a noção de segurança e de proteção e contribuir no aperfeiçoamento da postura e como qualquer brinquedo, que é compartilhado, permitir o desenvolvimento da sociabilidade. Também foi feito um campinho de futebol na rua em que as crianças costumavam jogar.

O Programa Recicla Mais já concluiu a primeira fase da feira sustentável nas comunidades do UR-10, Alto José Bonifácio, Sítio São Brás, Vasco da Gama, Campo da União, Morro da Conceição, Burity, Lagoa Encantada, Brasília Teimosa, Alto José do Pinho e Dois Unidos com protagonismo e envolvimento dos moradores locais. Além de gincanas, com as crianças que aconteceu em 2019, em 20 escolas da rede pública municipal do Recife. Com atuação dos professores, alunos e familiares, preocupadas com o meio ambiente, foram arrecadadas quatro toneladas de lixo plástico, reduzindo o impacto ambiental.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »