PCR apresenta projeto para parque no terreno do antigo Aeroclube

PCR apresenta projeto para parque no terreno do antigo Aeroclube

Publicado em 04/09/2020 por Revista algomais às 6:00
Espaço também abrigará uma creche e uma Upinha 24h. No terreno já estão sendo construídos os Habitacionais Encanta Moça I e II destinados aos moradores das palafitas do Bode. Projeto prevê ainda a preservação da pista e espaço de memória do Aeroclube

A Prefeitura do Recife apresentou na última quarta-feira (2) o projeto voltado para o terreno do antigo Aeroclube, localizado no bairro do Pina, Zona Sul da cidade. A área, que está recebendo as obras dos Habitacionais Encanta Moça I e II, com 600 moradias voltadas para as famílias das palafitas da comunidade do Bode, vai abrigar também o maior parque urbano da cidade do Recife, uma Upinha 24h e uma creche municipal. O projeto contempla ainda espaço de preservação da memória do Antigo Aeroclube de Pernambuco, conservação e recuperação de 5,4 hectares de área de mangue, urbanização da margem do Rio Pina, de onde sairão os moradores das palafitas para os habitacionais e melhorias na infraestrutura do entorno.

Em visita ao local, o prefeito Geraldo Julio afirmou que os projetos  de engenharia estão todos concluídos e a forma de financiamento está garantida. “Estou aqui no terreno do antigo Aeroclube onde, além da obra do habitacional que está andando a todo vapor, a gente vai fazer o maior parque da cidade. É um parque de 12 hectares, quatro a mais que o Parque da Jaqueira. Nós vamos ter aqui preservação de mangue e a implantação de um econúcleo. Na parte histórica, nós vamos ter o memorial do Aeroclube e também a preservação do traçado da antiga pista de pouso. Aqui vai ter campo, quadra, parque infantil, vai ter parque inclusivo e também um Parcão. Nós vamos ter uma pista de cooper com 1,5km, uma circuito de bicicleta e uma pista de bicicross. Vamos ter também pista  de skate e de patins, além de anfiteatro. É um novo espaço, de convivência, esporte, lazer, preservação ambiental e de preservação histórica da nossa cidade”, disse o prefeito.

Com 11,9 hectares de área total, o Parque Aeroclube será 52% maior que o Parque da Jaqueira, que tem 7,8, terá o dobro do tamanho do Parque Santana, que tem 6 hectares e é mais de 3 vezes maior que o Parque Dona Lindu, também localizado na Zona Sul da cidade, com 3,4 hectares de área total. O parque será equipado com anfiteatro, pista de cooper de 1.560 metros de extensão, circuito para bicicletas, quadra polivalente, campo de areia, pistas de skate, de bicicross e de patins e patinete e mais um Parcão. O parque ainda terá mobiliário urbano inclusivo, parque infantil e academia de ginástica, também acessíveis para pessoas com deficiência.

O parque terá ainda uma área voltada para a memória do antigo Aeroclube de Pernambuco, com a preservação de 75% da antiga pista de pouso e decolagem e construção de um memorial sobre o histórico aeródromo de formação de pilotos que funcionou no terreno. Os equipamentos do parque ficarão distribuídos nas duas porções de terra firme do terreno, dividido pela Via Mangue, para ter acesso serão construídas duas passarelas de 428 metros de extensão e 5,5 metros de largura.

INFRAESTRUTURA – O projeto prevê ainda um reforço na infraestrutura urbana da comunidade Encanta Moça, com o alargamento da rua Gago Coutinho, e implantação de ciclovia ligando à avenida Domingos Ferreira, instalação de Sistema de Abastecimento de Água e de Estações de Tratamento de Esgoto, além de iluminação pública e outras melhorias. Além disso, está prevista a urbanização da margem do Rio Pina, no Bode, de onde sairão os moradores das palafitas para a moradia segura e digna garantida pelos Habitacionais Encanta Moça I e II.

MEIO AMBIENTE – Localizado há poucos metros da maior área de manguezal urbana do Brasil, o projeto prevê a manutenção de 4,7 hectares de mangue dentro do terreno além da recuperação de outros 0,7 hectares na margem do Rio Pina. Além disso, o Parque terá mais um Econúcleo, equipamento de preservação e conscientização ambiental da Prefeitura do Recife. Será o terceiro Econúcleo da cidade, hoje presentes no Parque da Jaqueira e no Jardim Botânico do Recife.

VIABILIDADE – O investimento total do projeto previsto é de R$ 99,5 milhões, dos quais R$ 72,5 milhões são de investimentos para a construção do Parque Aeroclube, somados aos investimentos  de infraestrutura necessários incluindo os Sistemas de Abastecimento de Água, de Tratamento de Esgoto, obras viárias entre outros. R$ 6 milhões é o valor previsto para a Creche Municipal e outros R$ 6 milhões para a Upinha 24h. Já a urbanização da comunidade do Bode, tem o custo de R$ 15 milhões.

Entendendo o volume considerável de recursos necessários para executar o projeto, a Prefeitura do Recife elaborou uma proposta de viabilidade econômica, que prevê a destinação de uma aera total de 13,1% do terreno, por meio de leilão / concorrência pública à iniciativa privada. O vencedor do leilão arcaria com todo o custo da parte pública do projeto que engloba 86,9% da área do antigo Aeroclube.

Conheça detalhes do projeto

– Habitacionais Encanta Moça I e II com 600 moradias para as palafitas do Bode
– Maior parque urbano da cidade com 11,9 hectares, anfiteatro, pista de Cooper, de ciclismo
– Upinha 24h
– Creche para 224 crianças
– Espaço de preservação da história do antigo Aeroclube de Pernambuco com manutenção de 75% da pista de pouso e decolagem original
– Urbanização da margem do Rio Pina, na comunidade do Bode
– Alargamento de Vias, construção de ciclovia, implantação de iluminação pública e outras melhorias estruturais no entorno do terreno

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »