Confira alguns dos tratamentos contra os efeitos do verão

Especialistas indicam alguns dos principais tratamentos contra os efeitos do verão na pele. Confira a baixo!

Laser ablativo – Utilizado no tratamento de rejuvenescimento da pele, geralmente para pessoas que apresentam linhas de expressão, rugas, cicatrizes (acne e pós-cirúrgica) e flacidez. O intuito é destruir a camada externa da pele – por meio do laser, no qual, sua energia luminosa transforma-se em calor, causando a destruição do tecido – para estimular o corpo a trocá-la por uma nova epiderme e assim, torná-la mais lisa e consistente. O tratamento é feito à base de CO2 (dióxido de carbono) ou do elemento químico Erbium.

Laser não ablativo – Este tipo de tratamento não é recomendado para pessoas com asperezas na pele ou com manchas provocadas pelo sol. Sendo indicado para rugas e cicatrizes, por exemplo. Uma das vantagens deste método é que ele não compromete a superfície da pele, pois age na segunda camada e com isso, o paciente não precisa afastar de suas atividades, pois nenhum efeito fica visível. O laser atua na pele por meio da coagulação seletiva do colágeno que alcança altas temperaturas, podendo chegar a 42 graus. Para evitar queimaduras, um spray gelado age logo em seguida fazendo com que a epiderme resfrie.

Peelings – O procedimento geralmente é utilizado a fim de tornar a pele mais lisa e clara. Para isso, os médicos utilizam dois tipos de métodos, sendo um, a utilização de ácidos em grande concentração provocando o efeito desejado. O outro é o pelling de cristal que ajuda na renovação da pele e é realizado por meio de uma máquina que libera cristais de alumínio, provocando atrito e eliminando as células mortas.

Microagulhamento – Pequenas agulhas que provocam a microperfuração na pele, responsáveis por estimular as células da produção de colágeno local, fazendo com que haja uma melhora na oxigenação e nutrição dos tecidos.

 

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon