Assine

Pele requer atenção redobrada o aumento de calor e uso de máscaras

Pele requer atenção redobrada o aumento de calor e uso de máscaras

Publicado em 04/11/2021 por Revista algomais às 4:00
A dermatologista Isabela Ferreira da Costa orienta sobre a melhor forma de controlar impactos, principalmente no rosto, com cuidados básicos no dia a dia

A primavera trouxe os dias de sol de volta e, com a flexibilização da pandemia, o desejo de aproveitar aqueles momentos ao ar livre fica cada vez mais frequente com amigos e familiares. Mas como fazer isso da melhor maneira para a nossa saúde? A pele é um dos órgãos que mais precisa de atenção nesta fase de termômetros aumentando, inclusive, por conta do uso e do impacto da máscara contra a COVID, assim como destaca a dermatologista Isabela Ferreira da Costa, que atende em consultórios em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

De acordo com a especialista, Recife é uma cidade que por si só estimula uma pele oleosa a partir do clima tropical úmido. “Como a máscara deixa nossa respiração reduzida e com refluxo de gás carbônico, o rosto sofre com um brilho além do normal. E se a proteção não for trocada a cada três horas ou mesmo quando der sinais de molhada, pode estimular a proliferação de bactérias que aumentam as chances de acne e outros problemas. O manuseio com esse acessório é outro ponto que faz toda a diferença. Devemos evitar colocar o item de qualquer jeito nos bolsos, no carro, nas mesas e depois trazer ao rosto com possíveis contaminações”, alerta Isabela.

Ela lembra que a máscara não deve ser deixada de lado por conta desses desconfortos, afinal essa medida é indispensável para (maior) sobrevivência no contexto que estamos vivendo em todo o mundo. No entanto, existem maneiras simples de aliviar tais incômodos para uma melhor apresentação pessoal. “Depois de tanto tempo em casa e agora com mais oportunidades para sair e conviver socialmente, muitos querem estar bem apresentados. O uso de sabonetes para controle de oleosidade, hidratantes para o tipo correto de pele, sendo ambos sem alguns compostos químicos, a troca higiênica das proteções e boa ingestão de água são os primeiros passos para uma pele minimamente saudável e uniforme”, reforça.

Outra informação de grande importância da doutora em meio a tudo isso é a aplicação recorrente de protetor solar. “Infelizmente, as pessoas se preocupam com as máscaras na hora de sair e esquecem que a pele sofre com os danos mesmo por baixo do acessório e até sem a exposição direta à luz do sol. O uso, aliás, deve ser no rosto e nas outras partes do corpo para amenizar a absorção da radiação, que vai aumentando ao passar dos próximos meses, e até controlar no processo de envelhecimento para a melhor idade mais bela, firme e natural”, sugere Isabela.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »