Cachaça pernambucana Triumpho é medalha de ouro em concurso internacional – Revista Algomais – a revista de Pernambuco
Mais Gourmet

Mais Gourmet

Rivaldo Neto

Cachaça pernambucana Triumpho é medalha de ouro em concurso internacional

A cachaça Triumpho venceu mais um prêmio internacional. A cachaça branca, produzida pelo Engenho São Pedro, em Triunfo, Sertão de Pernambuco, foi medalha de ouro no Concours Mondial de Bruxelles. A Triumpho é também a cachaça pernambucana premiada com duas medalhas de ouro no 23º Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil, um dos mais importantes do País. O concurso teve recorde de rótulos inscritos e o júri formado por enólogos, jornalistas e especialistas no setor que fazem a seleção às cegas. A Triumpho conquistou as medalhas de ouro na categoria cachaça tradicional, com os tipos prata e envelhecida em barril de carvalho, por dois anos. Foram mais de 650 amostras de 13 Estados brasileiros.

HISTÓRIA – A história da Cachaça Triumpho começou em 2002, nas terras do Engenho São Pedro, quando o ex-funcionário de banco, amante e estudioso de cachaça, Pedro Júnior, resolve reformar o local pertencente a seu avô e transformá-lo na fábrica da premiada Cachaça Triumpho.

“Meu pai frequentava muito Triunfo quando criança e a relação com a cidade sempre foi de muito carinho. Ele resolveu criar a Triumpho como homenagem à cidade, comprou o terreno do Engenho São Pedro, onde ele fez a fábrica da cachaça, e conseguiu trazer para o município um ar mais turístico, participando no processo de desenvolvimento da região”, lembra Ana Carolina Macedo, sócia executiva da marca.

As bebidas da marca são todas destiladas em alambique e envelhecidas em barris de carvalho ou descansada em freijó, possuindo características singulares de aroma e sabor proporcionadas pelo cultivo da cana e ritual de produção em região de terras altas, acima de 1.000 metros de altitude.


Matuta é um dos destaques em Concurso Internacional realizado na Itália

A Cachaça Matuta, originária de Areia (PB) e fortemente presente no mercado pernambucano, foi uma das grandes vencedoras da edição deste ano do Concurso Mundial de Bruxelas de destilados, realizado em Treviso, na Itália. Reconhecidas com grande medalha de ouro os destaques foram a Cachaça Matuta Cristal, a Cachaça Matuta Umburana e a Abelha Rainha. Já a Cachaça Matuta Bálsamo recebeu medalha de prata. Todas as cachaças levam a assinatura do Mestre Cachaceiro, Aurélio Leal Júnior.

A seleção de bebidas Spirits Selection do Concurso Mundial de Bruxelas tornou-se o evento internacional que premia bebidas de todo o mundo. Uísques, conhaques, brandies, rum, vodcas, gins, piscos, grappas, baijiu, tequila, são avaliados e classificados por um painel de especialistas reconhecidos internacionalmente. Em 2022, foram avaliadas mais de duas mil amostras por 120 provadores de 30 nacionalidades diferentes.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon