Francisco Cunha

Para não morrer na praia

Felizmente a observação dos números da pandemia no Brasil parece indicar que, na disputa entre as vacinas e as variantes, as vacinas estão levando vantagem, inclusive sobre a temida variante Delta. Se for isto mesmo, trata-se de uma notável vitória da ciência (no desenvolvimento de vacinas eficazes em tempo recorde) e da capacidade instalada de …

Para não morrer na praia Leia mais »

Sem Suape, por aqui não passa!

A opinião pública pernambucana foi surpreendida na semana passada com o anúncio feito pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, de que havia sido “decidido” pelo governo federal que não seria mais concluido o ramal pernambucano da ferrovia Transnordestina até Suape em detrimento do ramal até Pecém no Ceará que teria prioridade absoluta para conclusão. Depois …

Sem Suape, por aqui não passa! Leia mais »

Vacina, vacina, vacina! (por Francisco Cunha)

Na situação em que a pandemia chegou, de escalada de casos e mortes, só há uma alternativa para enfrentá-la com possibilidade de êxito, tanto do ponto de vista sanitário quanto econômico: cobertura vacinal ampla da população. Ou seja, “imunização de rebanho” com a vacina (e ainda bem que as vacinas foram desenvolvidas com a eficiência …

Vacina, vacina, vacina! (por Francisco Cunha) Leia mais »

Não sou candidato… e sou!

Depois que passei a caminhar sistematicamente pelo Recife (e já lá se vai bem mais do que uma década!), a guiar caminhadas pela cidade e me transformei em militante da mobilidade a pé, passei também a ser periodicamente questionado sobre porque não me candidatava a algum cargo eletivo, majoritariamente vereador. Sempre levei na brincadeira dizendo …

Não sou candidato… e sou! Leia mais »

O mito da “indústria da multa” (por Francisco Cunha)

Há cerca de 15 anos voltei a caminhar regularmente no Recife, depois de ter passado 25 anos “fora da cidade”. Não propriamente fora do Recife, mas “fora da cidade” porque, depois que comecei a trabalhar, comprei um carro e passei a ver o mundo (e a cidade) de dentro de um cockpit (uma cápsula) que, …

O mito da “indústria da multa” (por Francisco Cunha) Leia mais »

De“repente”, a turbulência internacional (por Francisco Cunha)

Logo nos primeiros dias de 2020, os EUA, em ataque relâmpago e fulminante no aeroporto de Bagdá, eliminaram o general iraniano Qasem Soleimani, considerado o segundo personagem mais poderoso do Irã, atrás apenas do aiatolá Ali Khamenei, sucessor do aiatolá dos aiatolás, Ruhollah Khomeini, líder inconteste da revolução iraniana de 1979 que depôs o famoso …

De“repente”, a turbulência internacional (por Francisco Cunha) Leia mais »

Por uma sociedade fraterna em 2020 (por Francisco Cunha)

Finalizei a apresentação da Agenda TGI 2020, dia 25.11 no Teatro RioMar (ver matéria de capa), com a música Epitáfio dos Titãs, aquela que tem como refrão: “O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído”. Justifiquei a escolha com o argumento de que a música fala de “andar”, algo que hoje me é muito …

Por uma sociedade fraterna em 2020 (por Francisco Cunha) Leia mais »

Sobre a nova escola no Parnamirim

Ao longo do mês de setembro, recebi inúmeras solicitações de amigos, conhecidos e vizinhos para opinar e “agir” sobre a construção de uma escola, praticamente na esquina da rua onde moro, no bairro do Parnamirim. As alegações principais eram de que o trânsito, que já é travado nos períodos de pico, ficaria “muito pior” (e, …

Sobre a nova escola no Parnamirim Leia mais »

Controlar velocidades é reduzir a tragédia!

Setembro é o mês do trânsito e eu tenho muito pouca crença na eficácia das campanhas educativas de trânsito porque os efeitos são demasiadamente modestos para um País onde morrem cerca de 40 mil pessoas por ano vítimas dos chamados “acidentes de trânsito”, dos quais cerca de um quarto são pedestres. Pior ainda: recente estudo …

Controlar velocidades é reduzir a tragédia! Leia mais »

A cidade tropical dos 5 km por hora (por Francisco Cunha)

Convidado pela antropóloga Fátima Quintas para fazer a palestra do mês de julho de 2019 do Seminário de Tropicologia, na Fundação Joaquim Nabuco, falei sobre a cidade tropical dos 5 km por hora, aquela em que o pedestre deve ser a principal prioridade, já que, como diz o comercial, “na cidade todos somos pedestres”. Comecei …

A cidade tropical dos 5 km por hora (por Francisco Cunha) Leia mais »