Assine

As mamães querem é jogar
Breno Carvalho

As mamães querem é jogar

Publicado em 08/05/2021 por Breno Carvalho às 18:11

Você pode estar se perguntando que viagem é essa de pensar em jogo como presente para as mamães, a questão é que você sabe nada meio véi ou minha véia! Repare! A pesquisa Game Brasil 2021 desenvolvida pela parceria entre Blend New Research, ESPM, Go Gamers e Sioux Group apresenta que nada mais, nada menos que 51,5% das pessoas que jogam games digitais são do sexo feminino, tais vendo só!.

‘Espia só’ nisso! Segundo dados da plataforma Loja Integrada, só em São Paulo, o setor de Games representou 49,85% das vendas e tudo indica que em 2021 a história pode até surpreender. Com a pandemia os jogos venderam muito pois a procura por conteúdo, diversão e entretenimento continua sendo grande pra ‘dé déu’.

Eu poderia falar de vários jogos, como Fall Guys, Super Mario Party, Fitness Boxing, Just Dance, Tin & Kuna, este último foi desenvolvido pelo estúdio brasileiro Black River Studios. Todos esses são muito bons, porém no contexto atual que estamos, essa pandemia que não acaba, sem falar que a jornada de trabalho dura mais de 24 horas, né verdade, então vou falar de um jogo lançado em 2016, mas acredito que é uma boa dica para presentear sua mamãe, pois além de ser um jogo arretado, extremamente lindo, ele permite descobrir coisas novas, com base na ciência, e, também, meditar! Oi, como é isso seu cabra, meditar num jogo? Sim, meu véi e minha véia, meditar, por isso vai minha indicação. Estamos precisando relaxar, não é mesmo!

Pois bem, o jogo que indico já é sabido só pelo nome e sua narrativa é inspirada em mitologias antigas, segundo Matt Nava, que foi diretor de arte da thatgamecompany, AB significa água, e ZÛ significa conhecer. ABZÛ é o oceano da sabedoria. O game foi desenvolvido pelo Giant Squid Studio e distribuído pela 505 Games.

ABZÛ te convida para uma jornada para as profundezas do oceano, você vai mergulhar tão profundamente que vai descobrir espécies de animais e ruínas de uma civilização desconhecida. O interessante nessa jornada é que a cada espécie de peixes ou mamíferos aquáticos, o jogo relata o nome real ou científico da espécie. E não pense que vai ver apenas o peixe-palhaço, mas irá encontrar tartarugas, arraias, Baiacu, Peixe-boi, e até a baleia Branca. Tem umas espécies que você nem vai saber que existe ou existiu!.

O game apresenta sete capítulos na jornada, em que você pode falar com as espécies marinhas, pode nadar junto com elas e até pegar uma carona. Uma coisa boa da ‘gota serena’ é saltar da água segurado na Baleia Azul, pense numa coisa linda, é ‘de cair o queixo’.

A narrativa te conduz a explorar cada cantinho do oceano para coletar itens que te ajudaram a destravar cada capítulo. Alguns destes itens permitem que você tenha como companheiro um robô que ajuda a abrir enormes portões, além de visualizar pinturas gravadas nas ruínas, bem parecido com as ilustrações dos egípcios. Mas cuidado, pois há mistérios escondidos no fundo do mar.

Essas ilustrações apresentam uma conexão entre uma civilização aquática e várias espécies de tubarões, em especial o tubarão Branco. A narrativa parece querer te apresentar que devemos ter respeito e admiração por essa espécie, e ao mesmo tempo lembrando que, por falta de conhecimento e erroneamente, só visualizamos que os tubarões são maus, e nem nos damos conta que alguns estão a beira de extinção e que são extremamente importantes para o ecossistema marinho. O jogo é um ensinamento sobre a vida marinha e uma reflexão sobre a preservação do meio ambiente da gota.

 

Em cada capítulo, ao encontrar uma estatueta de um tubarão, você é convidado a meditar, como é? Meditar, ‘abestado’, isso mesmo, meditar e conhecer espécies de animais, além de se maravilhar com o contraste de cores e formas. Lindo demais!

Então, ‘meu véi’, ‘minha véia’, dê uma procurada por ABZÛ nas lojas de console para Playstation, no XBOX, no Nintendo Switch ou na Steam e na Epic para PC e dê este presente para sua mamãe, tenho certeza que este Dia das Mães será de descobertas e de uma experiência incrivelmente arretada.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »