Assine

Dona Duda da Ciranda é homenageada em documentário da Fundaj

Dona Duda da Ciranda é homenageada em documentário da Fundaj

Publicado em 07/05/2021 por Revista algomais às 9:41

Criadora da ciranda. Esse é o título que ostenta Dona Duda, 98 anos. Na praia do Janga, no município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife, ela consolidou o ritmo, um dos mais emblemáticos de Pernambuco. A homenagem à cirandeira será em 10 de maio, quando se celebra o Dia da Ciranda. A iniciativa é da Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca), da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). O evento será realizado pelo canal do YouTube da Fundaj, às 15h. No documentário, Dona Duda recorda as histórias vividas e os versos, das mais de 200 cirandas compostas.

Serviço
Lançamento do documentário Dona Duda da Ciranda
Data: segunda-feira, 10 de maio
Horário: 15h
Transmissão no canal da Fundaj, no YouTube
.

.

Mangue beat, Ciranda e o Canto da Jurema presentes em disco que faz mapa de pernambuco através da música

O projeto Mapeando Pernambuco, do músico e produtor musical Benke Ferraz (Boogarins), se transformou em um disco inédito. O álbum surgiu após a realização de uma série de oficinas de produção musical gratuitas, onde o guitarrista abriu inscrições para novos artistas do estado, no intuito de gerar colaborações entre nomes conhecidos e revelações do que está por vir na cena musical de Pernambuco. O disco foi lançado ontem (06) em diversas plataformas musicais. O músico Tagore e a cantora Marília Parente são alguns dos nomes presentes no projeto que conta ainda, com artistas de Recife, Paulista, Santa Cruz e Caruaru.

Link para audição: https://linktr.ee/mapeando.pernambuco.

.


.

Cais do Sertão discute educação patrimonial e o futuro dos museus

No atual cenário de pandemia, o Cais do Sertão, gerido pela Secretaria de Turismo e Lazer e a Empetur, oferece neste mês de maio uma vasta programação online, com lives, mediações, playlists temáticas e curiosidades sobre o acervo fixo do centro cultural com um olhar está voltado à educação patrimonial e ao papel dos museus na contemporaneidade.

Além das tradicionais playlists e lives, a programação virtual do Cais vai promover a integração de ações da Semana de Museus, que neste ano trabalha sob o tema “O futuro dos museus: recuperar e reimaginar”. Do dia 17 a 23 de maio, os internautas terão acesso a material recém-saído do forno. O primeiro projeto é o podcast Acontece no Cais, cujo conteúdo oferece as melhores lives de 2020 em formato de áudio e será lançado no próximo dia 17, no Spotify. Já o segundo trata-se de série Imbalança na Rede é dividida em quatro episódios, que vão trazer uma demonstração rítmica e teórica da musicalidade pernambucana (Agreste, Sertão, Mata Norte e Litoral) e poderá ser acessada pelo canal do YouTube do Cais a partir do dia 20. A terceira ação especial programada para este mês é voltada para pesquisadores da cultura popular e estudantes do ensino fundamental e médio. Será oferecida mediação virtual sobre O Sertão Cantado por Luiz Gonzaga.  A aula virtual acontecerá no dia 18.

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »