Assine

Para Marion e Lóri (por Paulo Caldas)

Para Marion e Lóri (por Paulo Caldas)

Publicado em 06/04/2021 por Revista algomais às 4:00

Concebido de missivas trocadas entre as escritoras Joana Cavalcanti e Márcia Basto, gêmeas em dizeres e afetos, “Cara amiga” veio à luz sob o brilho de textos lapidados com palavras prenhes de ternura.

É um livro daqueles que a gente pega amizade e teme o vazio que sentirá ao fim na última página. Dentro das cartas trechos cravejados, coisas de ourives, e foi penoso, porém cheio de prazeres, o trabalho de garimpar frases para aqui citá-las, dada quantidade de joias de extremo bom gosto, em estojos de veludo guardadas.

O prefácio, assinado pela professora Virginia Leal, senhora de saberes incontáveis, tesouros feitos de letras, abre as cortinas na medida que dirige os holofotes para Marion e Lóri, pseudônimos dessas damas vestidas de metáforas de fino trato, que sublimam a prosa poética:

“Não quero te cansar com meus pequenos pensamentos sobre a chuva. Ao olhar para a janela no Jardim, onde habitam orquídeas e pássaros, floresceu mais uma orquídea singela, amarela como o sol, soltou para meus olhos e transformou o dia. Era de chuva. Agora é de sol”.

Noutro momento, sobre a morte do livro, o leitor encontra: “a imaginação me conduz às palavras perdidas migrando à procura de uma pátria, de uma acolhida. Onde poderiam se refugiar? seriam aceitas em outros espaços ou não seriam bem-vindas, tais emigrantes rejeitados?”

“Da varanda olho a infinitude do mar derramando o azul na minha saudade. Releio sua carta escrita com palavras de chuva enquanto a explicitude do sol encandeia sensações trancafiadas dentro de mim. A luz solar invade o recato violeta clariceana, ‘que se esconde para captar o próprio segredo’. Ah! Como como eu gostaria de dizer as levezas que não cabem nas palavras”.

“O livro e o leitor se alimentam de algo como a paixão. O leitor rende-se ao convite de descoberta e das sensações despertadas pelo folhear, rende-se aos sons das folhas que ao serem passadas, sussurram os segredos de uma história e até gritam as dores vividas. Outras vezes, do livro, saltam lágrimas de tristeza, outros sorrisos escancarados”.

Com projeto visual discreto, editoração de Janinne Rosa, diagramação de Ronald Monteiro e capa de Matheus Ramos, “Cara amiga” traz o selo da Helvétia Editora. Os exemplares podem ser adquiridos pelo WhatsApp 99108.1540.

*Paulo Caldas é escritor

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »