Evento aberto ao público ajuda as pessoas a se preparar para 2024

Fechando ciclos é o nome do evento criado há 11 anos pelo Espaço Terapêutico Ser Integral, a ser realizado no dia 7 de dezembro, às 19h30, no bairro dos Aflitos. A ideia deste grupo, composto por quatro psicólogas, é celebrar 2024 e deixar ajudar os participantes a deixar para trás os pensamentos e crenças limitantes que tem atrapalhado a realização de sonhos e objetivos pessoais e profissionais. Tudo isso através de uma dinâmica terapêutica que acontecerá durante o encontro.

“Com o encerramento de mais um ano, um ciclo se fecha. É tempo de receber e deixar fluir as boas energias para que nossa vida se torne mais leve e positiva”, diz a sócia-fundadora do espaço, Nazilda Coelho.

A proposta é ampliada para uma ação solidária de apoio ao Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC-PE). É que para participar da dinâmica criada pelo Ser Integral, os interessados deverão se inscrever e levar para o evento produtos de higiene pessoal. Esses produtos serão revertidos para o GAC. A instituição recebe crianças vindas do interior acompanhadas geralmente de suas mães. As famílias chegam para a consulta ou tratamento e às vezes são pegas de surpresa com a necessidade de uma internação. As crianças contam com toda assistência do Gac, mas em geral as mães vêm apenas com a roupa do corpo, sem um sabonete ou desodorante para ajudar a passar mais de um dia fora de casa.

Para ajudar a suprir as necessidades dessas pessoas, o Espaço Ser Integral transformou o acesso ao evento numa doação, correspondendo ao sentimento de solidariedade que deve ser compartilhado por todos.

Evento: Fechando ciclos
Realização: Espaço Terapêutico Ser Integral
Data: 7 de dezembro
Horário: 19h30
Local: Garden Restaurante, que fica na Avenida Conselheiro Rosa e Silva, número 1405
Inscrições: (81) 99492-5552

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon