Assine

Pernambucana bolsista nos EUA se destaca no MIT, uma das melhores universidades do mundo

Pernambucana bolsista nos EUA se destaca no MIT, uma das melhores universidades do mundo

Publicado em 13/10/2021 por Revista algomais às 4:20
Mayara Felix é uma das seis mulheres Doutoras em Economia no Massachusetts Institute of Technology, neste ano. Ela foi apoiada pelo programa Oportunidades Acadêmicas, que está com inscrições abertas e gratuitas para Mestrado e Doutorado até o dia 31 de outubro

A brasileira Mayara Felix, de Jardim Fragoso, Olinda, agora faz parte do grupo seleto de Doutores em Economia da Universidade de Massachusetts Institute of Technology (MIT), a número 1 no mundo para PhDs em Economia. Mayara estava entre as 6 mulheres de uma turma de 22 alunos e ganhou destaque entre professores como Esther Duflo e Abhijit Banerjee, ganhadores do Prêmio Nobel de Economia, em 2019. Agora, a pernambucana é pesquisadora no Pós-Doutorado em Harvard. Ela perdeu o pai cedo e foi criada pela mãe, que lutou para manter a filha nos estudos. Apesar das adversidades, para alcançar seus objetivos, Mayara fez um percurso obstinado e com dedicação, sempre estando entre os melhores da escola e usando a sorte para agarrar todas as oportunidades.

“A primeira dica que eu deixo para quem quer pleitear uma bolsa de estudos nos EUA é: invista no inglês. A segunda é: não subestime a sorte, porque as oportunidades podem vir, mas você precisa estar preparado para elas. Essa mensagem é muito importante para pessoas de minorias. Eu venho de uma realidade extremamente difícil sob o olhar de muita gente, não tinha nem dinheiro para a minha mala de viagem. Precisei fazer um sacrifício enorme para chegar onde estou,” diz Mayara.

Mesmo reconhecendo seu esforço, ela lembra a importância de contar com a ajuda de programas educacionais focados em estudantes da periferia, e especialmente pessoas negras ou indígenas, para democratizar as possibilidades:

“Hoje, tenho convicção de que, uma das razões que te afasta das chances de alcançar algo, é o teor racial. Imagino que muitas das oportunidades se abriram pra mim, que sou de pele clara, infelizmente não chegam a pessoas de grupos historicamente excluídos, como negros e indígenas. Se você já luta muito, mas dia após dia nada aparece para você, a culpa não é sua, não se deixe abalar. Levar oportunidades à periferia, e especialmente a seus habitantes de grupos raciais historicamente excluídos. Essa é a maior importância que eu vejo em programas como o Oportunidades Acadêmicas,” ela lembra.

Ela faz parte dos alunos participantes em uma das edições anteriores do programa Oportunidades Acadêmicas, uma iniciativa desenvolvida há 15 anos pelo EducationUSA, o network do Departamento de Estado Norte-Americano e da Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil. O programa vem custeando todas as despesas relacionadas a candidaturas de alunos da Graduação ou Mestrado e Doutorado, com desempenho acadêmico acima da média, mas com recursos financeiros limitados para cobrir os custos no processo de candidatura em universidades norte-americanas. A nova seletiva para interessados em se candidatar para Mestrado e Doutorado nos Estados Unidos tem a colaboração da Comissão Fulbright e Fundação Lemann e está com inscrições abertas e gratuitas para Mestrado e Doutorado até o dia 31 de outubro: bit.ly/OPPGrad2021

O primeiro passo para a candidatura

As inscrições do Oportunidades Acadêmicas são feitas pelo site www.educationusa.org.br, preenchendo um formulário online em inglês, que inclui redações em inglês, e enviar documentos acadêmicos como histórico escolar, além de comprovantes financeiros da renda familiar. Uma vez selecionados, os participantes terão toda orientação da rede do EducationUSA por mais de um ano e terão todas as despesas da candidatura para universidades norte-americanas pagas pelo programa, como por exemplo material de estudo para testes, acomodação para a realização das provas, alimentação, além de isenção de várias taxas referentes ao envio de documentos de aplicação, tradução de documentos acadêmicos e provas, visto de estudante e passagens aéreas.

O Perfil do Candidato para participar do Programa Oportunidades Acadêmicas

É necessário ter domínio intermediário/avançado da língua inglesa e um ótimo desempenho acadêmico. Além disso, atividades extracurriculares, como estar envolvido em projetos de pesquisa ou estágios acadêmicos e atuar em atividades de impacto social são valorizadas na análise do perfil. O objetivo é fazer com que os participantes do programa consigam admissão para Graduação, Mestrado ou Doutorado em universidades nos Estados Unidos com bolsas de estudo integrais.

“Desde que foi criado, em 2006, mais de 500 participantes passaram pelo programa, tanto em nível de graduação como pós-graduação e mais de 260 foram admitidos em universidades norte-americanas. No caso de Mestrado e Doutorado, só nas duas últimas seleções, mais de 60% dos candidatos eram mulheres, afrodescendentes ou indígenas. Nós acreditamos no processo de empoderamento e transformação dos alunos em espaços acadêmicos. Queremos ampliar as oportunidades para mais alunos e estamos muito felizes em abrir mais esta seletiva,” diz Jake Jacanin, Conselheiro de Educação, Imprensa e Cultura da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

SERVIÇO

Programa Oportunidades Acadêmicas

O que oferece: Orientação em todas as etapas do processo de candidatura às universidades americanas, além de cobrir todos os custos do processo: tradução de documentos, materiais de estudo, taxa de provas, deslocamentos quando necessários, etc.

Quem pode participar: Alunos com recursos financeiros limitados, nível intermediário/avançado de inglês

MESTRADO E DOUTORADO

Quando: inscrições até o dia 31 de outubro

Inscrições gratuitas: bit.ly/OPPGrad2021

GRADUAÇÃO

Registre seu interesse: https://tinyurl.com/opp2022

Mais informações: https://www.educationusa.org.br

Para continuar lendo:
Tenha acesso a 5 textos
gratuitos todo mês
Cadastre-se gratuitamente »
Aproveite todo conteúdo da Revista Algomais sem limites
Assine »