Pernambucano vencedor no judô e no BMX encara desafios nacionais

Com apenas 11 anos de idade, Mateus Menezes coleciona troféus de várias competições e torneios pernambucanos e regionais. Ele é campeão não apenas em uma modalidade, mas em duas. Os primeiros passos foram no judô, mas ele experimentou também o bicicross. Após faturar a maioria das disputas locais, ele está atravessando as fronteiras e passa a ter desafios nacionais na prematura carreira.

Os primeiros passos no judô foram em 2015, quando ele tinha apenas 4 anos de idade. Após alguns anos participando apenas em festivais, devido a idade, ele iniciou 2022 estreando nas competições da Federação de Judô, na categoria Sub-13, abaixo dos 47 quilos.

“Esse ano venceu a primeira etapa do Campeonato Pernambucano e a seletiva para o Campeonato Brasileiro de Judô, Regional 2, que será em Natal. O campeão garante vaga para o Brasileirão que acontecerá em Curitiba”, afirma o pai e entusiasta Osvaldo Menezes. A competição começa hoje. Para se manter competitivo, o adolescente treina diariamente na Associação Sandro Ferraz, que funciona em Boa Viagem.

Em paralelo, o jovem treina também BMX. Era para ser apenas uma brincadeira, um segundo esporte. Mas ele pediu para competir também e ele já coleciona os primeiros prêmios. “Seria só uma diversão, ir para a pista brincar. Mas ele pediu para participar de um campeonato e ficou em segundo lugar geral no Pernambucano, em sua primeira competição. No ano seguinte foi campeão, antes da pandemia. As competições voltaram no meio de 2021 e conseguiu ser campeão do Campeonato Pernambucano, do Nordeste Brasil, do Campeonato Paraibano e da Copa Nordeste. Ele foi finalista também do Campeonato Brasileiro, ficando entre os 8 melhores em 2021”, relata o pai. Em 2022, Mateus, que é treinado por Gilmar Batista, ganhou as duas etapas do Pernambucano e a Copa Pernambuco.

O próximo passo no BMX será a disputa do Campeonato Brasileiro, em julho, na cidade de Londrina, no Paraná. No Judô, a expectativa é garantir uma vaga para o Brasileirão de Curitiba, em novembro. “Estamos buscando apoio ou patrocínio para ele, pois são duas competições de alto custo. Sem apoio é muito difícil o fomento de novos talentos do esporte”. Para conhecer mais sobre o jovem atleta e se comunicar com a família, a trajetória dele pode ser acompanhada no perfil @mateussoaresdemenezes

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon