Ragu 9, HQ lançada pela Cepe, é finalista em premiação francesa

(Da Cepe)

A revista pernambucana Ragu 9, lançada pelo Selo Cepe HQ em outubro de 2022, é finalista da 50ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, na França. O título concorre com outros 39 participantes da França, Brasil, Filipinas, China, Bélgica, Suíça, Suécia, Croácia, Espanha e Chile. O Festival de Angoulême, que em 2023 será realizado no período de 26 a 29 de janeiro, é considerado o maior evento de quadrinhos alternativos do planeta.

Publicação experimental com 132 páginas, a Ragu 9 reúne o trabalho de 35 quadrinistas brasileiros, com um olhar para a periferia e para as questões identitárias. A edição é de Christiano Mascaro, João Lin, João Pinheiro, Mitie Taketani e Diogo Guedes. A revista foi criada há cerca de 20 anos, quando Christiano Mascaro e João Lin iniciaram a publicação com a proposta despretensiosa de apenas escoar a produção de HQ regional, e trazia uma característica mais de fanzine.

“A presença da Ragu 9 entre os finalistas do Festival de Angoulême, principal premiação para as HQs alternativas do mundo, é uma comprovação da qualidade e ousadia dessa antologia pernambucana. A Ragu traz um retrato não só dos anseios e questões contemporâneas, mas também um recorte dos quadrinhos brasileiros contemporâneos – fruto do olhar apurado dos organizadores e do traço de colaboradores talentosos. É ainda um sinal dos passos ambiciosos do selo Cepe HQ, que já teve a Ragu 8 como vencedora em uma das categorias do HQ Mix em 2022”, declara Diogo Guedes, que é também editor da Cepe.

Desde a edição de número 8, lançada em 2021, a revista é publicada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). A Ragu 9 está disponível em livrarias e custa R$ 80.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon