Reino Unido: Isolamento e vacinação derrubam infecções e mortes por Covid-19

Desde o dia 10 de janeiro, praticamente um mês após a primeira imunização no Reino Unido, o número de registro de novos casos de Covid-19 despenca em queda livre no País. Com o marco de 21,3 milhões de vacinas aplicadas, que seria proporcional a 30% da população, se cada habitante tivesse recebido apenas uma dose, a terra da rainha é um dos Países que mais vacinou no mundo, segundo dados do Our World in Data.

O número de novos óbitos pela Covid-19 também está em queda no Reino Unido. A redução, porém, começou 15 dias após o início da baixa de novos casos. Desde o dia 26 de janeiro, os indicadores semanais são continuamente menores, conforme o gráfico abaixo. Há de se destacar que esse desempenho de melhoria do quadro da pandemia não acontece apenas pela vacinação, mas também pelo lockdown imposto no País.

Com o maior controle do quadro pandêmico, o Reino Unido já tem um plano de reabertura das atividades econômicas e sociais, mas ainda para o mês de abril. Apenas as escolas, que estão sendo tratadas como prioridade, voltam já na proxima segunda feira (08/03).

Quem recebeu ontem a vacina da AstraZeneca/Oxford – a mesma usada pelos idosos no Recife – em Londres foi o empresário pernambucano Luiz Cláudio Guimarães. Ele foi vacinado por uma equipe de saúde da Inglaterra em um estadio de crícket, em Londres. “Sou grato ao Governo Britânico pelo excepcional trabalho científico e de logística, com foco na proteção à vida e à retomada da economia”, afirmou.

Ele contou que da sua chegada ao local de vacinação até a aplicação da primeira dose do imunizante não demorou mais que 5 minutos. Em comunicado que chegou ao seu celular, ele foi informado que a segunda dose deverá acontecer em 12 semanas.

LEIA TAMBÉM

https://revista.algomais.com/bem-estar/pioneiro-na-vacinacao-como-esta-campanha-no-reino-unido

https://revista.algomais.com/noticias/confira-os-10-paises-que-mais-vacinaram-no-mundo

https://revista.algomais.com/bem-estar/algomais-saude/oxford-afirma-que-sua-vacina-e-76-eficaz-por-tres-meses-apos-uma-dose

 

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon