Saiba como prevenir o câncer de próstata – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Saiba como prevenir o câncer de próstata

Muitos mitos e preconceitos cercam o câncer de próstata e o exame de toque retal, necessário para realizar o seu diagnóstico. A Algomais participa da campanha Novembro Azul e traz no seu site esta entrevista com o chefe do Serviço de Urologia do Hospital Jayme da Fonte Renato Leal Mathias, que esclarece as dúvidas sobre a doença e sua prevenção.

O que é a próstata?
A próstata e uma glândula do sistema reprodutor masculino, que localiza-se abaixo da bexiga e anterior ao reto, e sua principal função é a produção do líquido que forma o esperma, que junto com os espermatozoides (que são produzidos pelo testículos), formam o líquido seminal.

Como é feito o diagnóstico do câncer de próstata? A partir de que idade o homem deve fazer o exame?
O diagnóstico do câncer de próstata é realizado através da biópsia de próstata, através de exames de PSA, toque retal e ressonância magnética. Os casos suspeitos de câncer são selecionados para realizar a biópsia. Esses exames são realizados em homens a partir dos 50 anos de idade. Em pacientes com parentes de primeiro grau com câncer de próstata ou pacientes de raça negra são orientados a realizar esses exames com 45 anos de idade

O exame de toque retal dói? Quanto tempo dura?
O exame de toque retal não doí e dura não mais que 30 segundos.

O fato de um homem fazer o exame de PSA precisa fazer também o de toque?
Não existe um exame único para detectar o câncer de pros tata, eles se complementam, por isso além do PSA é importante realizar também o toque retal.

Com que regularidade terá que fazer os exames?
Cada caso tem que ser analisado, depende de idade, resultados de exames anteriores, mas em geral o exame é realizado uma vez ao ano, podendo ser antecipado ou postergado.

O preconceito dos homens em fazer o exame de toque tem diminuído nos últimos? O senhor percebe um aumento no número de pacientes que o procuram no consultório com o intuito de fazer o exame preventivo?
Diminuiu consideravelmente esse tipo de preconceito. Com a mídia orientando sobre os exames e riscos da doença, e familiares apoiando, e de certa forma, pressionando seus entes queridos a realizar os exames, conseguimos diminuir o preconceito e aumentar a adesão aos exames. Dessa forma realmente aumentou o número de pacientes que procuram especialista médicos, mas infelizmente ainda existe muito preconceito sobre o assunto.

Qual a prevalência do câncer de próstata no Brasil. A estatística tende a aumentar com o envelhecimento da população brasileira?
O câncer de próstata é a neoplasia solida mais comum e a segunda maior causa de óbito oncológico no homem. Em 2015 está previsto o diagnostico de 1.201.619 novos casos com 335.643 óbitos no mundo, no Brasil serão 79.882 novos casos com 18.850 óbitos para 2015. Na medida que o homem vai envelhecendo aumenta a probabilidade de contrair a doença.
Além do exame, quais as outras formas de prevenção? É verdade que ingerir alimentos na cor vermelha pode ajudar?
Na literatura até o momento não existe nenhum alimento ou medicação que realmente evite o câncer de próstata, alguns trabalhos sugerem que os alimentos ricos em licopeno (frutas vermelhas) podem diminuir os riscos de câncer, mas não existe nenhum trabalho que confirme essa hipótese. Além do licopeno, uma dieta saudável, com menos gordura animal, atividade física, aumento da atividade sexual, raios solares, podem diminuir os riscos de câncer de próstata, mas são suposições em trabalhos com metodologias falhas.

Quais os sintomas da doença e o que ela acarreta caso não seja diagnosticada precocemente?
O câncer de próstata no estágio inicial não causa sintomas, os sintomas relacionados ao câncer de próstata só são iniciados em casos avançados, nos quais muitas vezes já não se pode obter a cura, apenas tratamento paliativos. Por isso que orientamos os exames preventivos para realizar o diagnóstico precocemente e, dessa forma, obter a cura da doença. A sintomatologia em casos avançados são sangramento de grande volume pela uretra, fratura óssea pelas metástase óssea, dores de forte intensidade muitas vezes não cedendo nem com opioides, insuficiência renal e consequentemente a morte.

Como é o tratamento?
O tratamento da doença em estágio inicial é feito através de cirurgia ou radioterapia, atualmente a cirurgia consegue ter melhores resultado de cura que a radioterapia e, com o advento da cirurgia laparoscópica e robótica (cirurgia minimamente invasiva) conseguimos resultados mais promissores com recuperação mais rápida. Em casos avançados, em que a cirurgia não e mais indicada, são feitos tratamento paliativo com medicação.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon